Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Mais fácil

E não é que na última corrida do ano o Rossi deixou o sadismo de lado e conquistou a pole? O que já parecia moleza ficou ainda mais fácil.
 
Hayden sai na segunda fila, em quinto, e está numa situação delicada: não pode arriscar tudo na largada porque, afinal, é o que mais tem a perder com um acidente.
 
Destaque para Bayliss, campeão da Superbike e que está substituindo Gibernau, outro "contundido" no Estoril. O australiano colocou a Ducati emprestada em segundo no grid.

Escrito por Fábio Seixas às 11h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Asas da imaginação

Faz um ano, lembra o site da "Autosport", que a FIA apareceu com a tal cascata das asas traseiras que seriam adotadas em 2007 e aumentariam as chances de ultrapassagens.
 
Para quem não lembra, segue o desenho abaixo.
 
 
É claro que a história não foi pra frente. Essa turma da F-1 adora criar um factóide. Lembre disso nesses meses de pré-temporada.

Escrito por Fábio Seixas às 17h30

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Espanholas

No primeiro dia de treinos em Valência, Hayden foi quarto e Rossi ficou em sétimo.
 
Sei não, mas tenho a impressão de que o italiano ostenta um quê de sadismo: relaxa nas sextas e nos sábados apenas para se divertir um pouco mais nos domingos...
 
PS: Boa, moçada, quebramos a barreira dos mil comentários. Para o alto e avante.

Escrito por Fábio Seixas às 16h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Portenhas

No primeiro dia de treinos da Stock em Buenos Aires, melhor tempo de Ingo. Curioso como os veteranos ressurgiram neste fim de temporada...
 
Entre os que brigam pelo título, destaque para Thiago Camilo, segundo, e Giuliano Losacco, quarto.
 
Cacá ficou apenas em 17º.

Escrito por Fábio Seixas às 15h26

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Saudades do fog

A "Gazzetta dello Sport" de hoje crava que Brawn já assinou com uma equipe inglesa para 2007 e cita duas possibilidades: McLaren ou Williams.
 
O anúncio, como de praxe nessa seara, aconteceria só em janeiro, depois do fim do contrato com a Ferrari.
 
Não sei se é verdade, mas que tem fundamento, tem.
 
Brawn já declarou trocentas vezes que quer ficar mais próximo da família, que vive na Inglaterra. E McLaren e Williams há tempos precisam de um banho de loja na área técnica.
 
Caso a história se confirme, Brawn atuaria no primeiro ano mais nas áreas de estratégia e engenharia do que no projeto do carro propriamente dito. Em janeiro, os dois times, como os outros nove do grid, já estarão com os carros de 2007 quase finalizados.
 
Brawn e Alonso juntos? Aí sim teríamos um franco favorito ao próximo título.

Escrito por Fábio Seixas às 15h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Paella?

Acordo às 8h, celular tocando. No visor, "000". Ligação do exterior.
 
Do outro lado da linha, Carlos Miguel, companheiro do "As", já citado algumas vezes por aqui.
 
Estava todo ouriçado querendo saber que raios o Massa estava fazendo em Madri, ontem, jantando com Roberto Carlos.
 
E contou uma história curiosa. "O pessoal aqui ainda não é muito ligado em F-1. Quando ligaram do restaurante aqui no jornal, disseram que o Roberto estava jantando com o Alexandre Barros. Só quando chegou a foto é que vimos que era o Felipe."
 
Sim, a moto ainda é muito mais popular na Espanha que o automobilismo. E, sim, Massa ainda tem um longo caminho a percorrer.

Escrito por Fábio Seixas às 13h46

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Jogo da memória

Sabe onde você estava nove anos atrás?
 
Provavelmente em frente à TV, assistindo à largada de um grid histórico, em que os três primeiros colocados empataram nos milésimos de segundo.
 
Fui buscar nos arquivos a reportagem que o José Henrique Mariante _amigo, antecessor na F-1 e hoje chefe_, mandou lá de Jerez.
 
O texto, dos melhores, começava assim:
 
"Não bastavam as bandeiras amarelas, apelos e tribunais. Não eram suficientes os insultos e acusações. Faltava um contorno épico à decisão do Mundial de Fórmula 1.

E, ontem, em Jerez de La Frontera, na Espanha, Jacques Villeneuve e Michael Schumacher fizeram história estabelecendo tempos absolutamente iguais na sessão única de classificação: 1min21s072.
 
Os dois rivais na luta pelo título máximo do automobilismo largam na primeira fila, hoje, do GP da Europa, a última prova do campeonato, às 11h (de Brasília).

E Villeneuve estará alguns metros à frente do oponente, na pole position, apenas por ter estabelecido a marca minutos antes.

Uma incrível coincidência, que envolveu ainda o companheiro do canadense, Heinz-Harald Frentzen, que alcançou o mesmo tempo no final do treino, ganhando assim a terceira colocação."
 
Pois é. Não bastasse tudo isso, naquele 26 de outubro Schumacher deu no meio do canadense, levou a pior e Villeneuve ganhou seu campeonato.
 
Onde exatamente você viu essa corrida? Como? Com quem? Do que lembra?
 
Comentários abaixo. Faltam poucos para cruzar a barreira dos 1.000.

Escrito por Fábio Seixas às 16h36

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O sonho acabou

Depois de Todt, Brawn e Martinelli anunciaram hoje que estão de saída da Gestione Sportiva.
 
O inglês vai fazer nada por um ano e depois pensar se vale a pena voltar. O italiano, responsável pelos motores que empurraram Schumacher para cinco títulos, vai dar expediente na Fiat.
 
Byrne já havia deixado a equipe no fim de 2004.
 
E assim mais um "dream team" se desmancha.

Escrito por Fábio Seixas às 16h22

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Urgh!

Sabe quando, fuçando velharias na casa da sua mãe, você encontra uma foto de anos atrás e pensa: "Putz, como eu tinha coragem de sair na rua desse jeito..."?
 
O rapaz aí abaixo deve dizer mais ou menos isso quando vê fotos como esta...
 

Escrito por Fábio Seixas às 23h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lenha na fogueira

"Mick já é super rápido no kart."
 
Mick é Mick Schumacher, 7, filho do heptacampeão.
 
A declaração está no "Express", jornal de Colônia, e foi lançada por Jürgen Dirk, que patrocinou o ex-ferrarista nos tempos de F-Ford e F-Konig.

Escrito por Fábio Seixas às 19h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube do dia

Por que eu acho que Schumacher vai voltar a pilotar alguma coisa mais cedo do que muitos imaginam?
 
Por causa de cenas assim...
 

Escrito por Fábio Seixas às 19h28

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os cuidados do tio Frank

Além de correr na Stock e na TC 2000, Burti vai pilotar o carro da Williams no final de semana, em Buenos Aires, numa promoção da Petrobras.
 
Acompanhei alguns lances da negociação. A primeira idéia da empresa era usar um piloto local, e José Maria López, da GP2, surgiu como o mais forte candidato.
 
Frank, no entanto, vetou. Apesar de López ter feito seis testes com a Renault neste ano, o dono do carro achou arriscado lançá-lo na Williams em um circuito estreito e em que ele nunca andou com um F-1.
 
A Petrobras então pensou em João Paulo Oliveira. Piorou: o brasileiro fez apenas um teste na categoria, é ainda mais inexperiente.
 
Wurz foi cogitado, mas aparentemente não quis interromper o descanso em Fortaleza.
 
Sobrou para Burti, que no ano passado participou do Speed Challenge antes do GP Brasil. Sorte dele.

Escrito por Fábio Seixas às 16h57

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mudanças no topo

E eis que a Ferrari anuncia Todt como novo CEO, mas não revela se Montezemolo continua.
 
E eis que a equipe não fala nada sobre Brawn, mas a "Autosport" continua cravando que ele sai.
 
Mais do que o cronômetro, simpatias por esse ou aquele ou fluência em idiomas, é esta nova estrutura que vai determinar o sucesso de Massa e Raikkonen de 2007 pra frente.

Escrito por Fábio Seixas às 16h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube (sincero) do dia

Este vídeo é dica da Luane, lá do Sul. Kimi foi um dos poucos pilotos que não foram à ponta do grid, no domingo, acompanhar a cerimônia em que Pelé entregou um troféu a Schumacher.

 

Brundle, hoje repórter (e pra lá de mascarado) da ITV abordou-o e perguntou o porquê da ausência.

 

A resposta do finlandês: “Eu estava cagando”. Veja abaixo.

O ano que vem, com o finlandês mais próximo da brasileirada, promete. No mínimo, vai ser engraçado...

Escrito por Fábio Seixas às 18h45

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Corre-corre e oba-oba

Estive com Massa hoje de manhã, gravando o “Linha de Chegada”, do Reginaldo Leme. Vai ao ar daqui a pouco, às 21h30, no Sportv.

 

O corre-corre dos últimos dias está estampado no rosto do garoto. Ele está visivelmente cansado. Mas os próximos dias serão de menos oba-oba.  Amanhã, ele embarca pra Europa, passa por Mônaco e no fim-de-semana estará em Monza para o “Ferrari Day”, o último evento de Schumacher-piloto com a equipe. Depois, férias em alguma praia que ele ainda não escolheu.

 

Disse Massa que não tem idéia do que Schumacher-ex-piloto fará da vida. “Mas não vai ser nenhum trabalho muito pesado” , garantiu.

 

Disse mais: que soube da aposentadoria do alemão numa reunião entre os dois e Todt em Montréal e que vai guardar aquele macacão verde e amarelo com ele pelo fim da vida. Sobre as declarações de Barrichello, principalmente aquela de que o alemão nunca quebrou enquanto ele estava lá, mandou um “não tem nada a ver”.

 

“Na Turquia, o Schumacher não quebrou e eu ganhei a corrida”, afirmou.

Escrito por Fábio Seixas às 18h34

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A prova do crime

Leitor atento e fotógrafo de mão cheia e dedo rápido, o amigo Beto Issa estava no pit lane no momento do chega-pra-lá que levei do Schumacher no sábado, após o treino oficial.
 
E reparem que eu cheguei todo simpático para fazer a pergunta...
 
 
 

Escrito por Fábio Seixas às 19h46

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sobre Barrichello

O post com a frase do Barrichello bateu o recorde de comentários da curta existência deste blog.
 
Barrichello é ótimo piloto. Se não fosse, não estaria na F-1 há quase 14 anos. É o tipo de profissional utilíssimo para uma equipe.
 
Não faz besteiras na pista, marca seus pontinhos, é daquele tipo fuçador, que gosta de mexer no carro e de propor soluções.
 
Mas não tem o perfil de um campeão, não tem o brilho de uma estrela. É o típico carregador de piano. No futebol, seria um Mauro Silva, um Paulo Almeida, um César Sampaio. Nunca um Pelé, um Robinho, um Ronaldinho.
 
E ontem, especialmente, ele tinha motivos de sobra para estar chateado. Largou em quinto, terminou em sétimo. Button saiu em 14º, terminou em terceiro.
 
Mais: terminou o Mundial com quase a metade dos pontos do companheiro, 30 a 56.
 
Mais: Massa fez, na primeira tentativa com um carro de ponta, o que ele não conseguiu em seis anos. Quanto a isso, ele, Barrichello, lançou outra frase: "O Schumacher nunca quebrou quando eu estava lá".
 
Mais: perdeu, para Schumacher, o único "recorde" que tinha, o de vice-campeão com mais pontos na história.
 
Não foi um dia fácil, enfim. Todos temos dias assim. E quando isso acontece, o melhor é falar pouco, apenas o essencial. É o que Barrichello deveria ter feito ontem.

Escrito por Fábio Seixas às 14h26

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Day after

Aparentemente a galera do Youtube está de ressaca. Não achei nada por lá sobre a corrida de ontem.
 
Mas segue um videozinho bacana do bem-humorado Zaca, o mais novo salvador da pátria.
 

Escrito por Fábio Seixas às 14h07

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Menos um

O relógio da sala de imprensa marca 20h50 e a turma da Folha acabou de escrever por aqui. Em Interlagos, somos cinco escribas: Edgard Alves, Márvio dos Anjos, Luís Ferrari, Tatiana Cunha e este que vos bloga.
 
Fim de uma temporada longa. Fim de um GP histórico. Fim de uma semana maluca. Dei uma voltinha pelo paddock atrás de umas latinhas de cerveja. Sim, acho que merecíamos. Tudo o que consegui foi uma, UMA, Heineken.
 
Durante a semana prometo postar por aqui algumas fotos que fiz durante o fim de semana e que não consegui publicar no blog primeiro por falta de tempo, depois por um problema no cabo da câmera digital. Pois é, como Schumacher no Japão, sofri uma pane quando menos podia.
 
O que levarei deste GP? O sol queimando a cara, Ivete cantando "poeeeeira" e levantando as arquibancadas, as turmas bacanérrimas da Folha, da Bandeirantes e da BandNews, o chega-pra-lá que tomei do Schumacher no sábado, a camiseta que ganhei do Tiago Monteiro, as lembranças do macacão verde e amarelo de Felipe, dos rancores de Barrichello, da tartaruga Rubens.

Escrito por Fábio Seixas às 19h52

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A frase

De Barrichello sobre Massa:

"Ele está usando o espaço que eu conquistei na Ferrari."

Escrito por Fábio Seixas às 19h49

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O GP é do Brasil!

Massa, o melhor do fim de semana ganhou o GP.
 
Alonso, o melhor do ano ganhou o campeonato.
 
Mas o que foi aquilo que Schumacher fez na pista? Alguém ainda tem dúvidas de que o maior da história parou hoje de correr? Parece que ele fez de propósito, para enterrar qualquer discussão.

Escrito por Fábio Seixas às 15h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Último palpite

Bom, moçada, dentro de uma hora começa a transmissão da BandNews FM e da Bandeirantes e como saco vazio não fica em pé, preciso batalhar um lugar pra almoçar por aqui.
 
Boa corrida a todos. Meu palpite final? Raikkonen, Massa e Alonso no pódio. Schumacher em quarto. Se eu acertar, vou apostar alto na Megasena na quarta-feira.

Escrito por Fábio Seixas às 11h03

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Olha o passarinho!

Daqui a pouco, antes do desfile por Interlagos, os pilotos posarão para a tradicional foto de fim de temporada.
 
É sempre curioso comparar essa imagem com aquela feita no começo do ano.
 
Dos que estavam na foto do Bahrein, quatro não estarão na foto em São Paulo: Montoya, Villeneuve, Klien e Ide.
 
Os dois primeiros fazem falta. O terceiro, nenhuma. O quarto não deveria nem sequer ter estreado.

Escrito por Fábio Seixas às 10h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pobre Joe

Os ingleses mudaram hoje o nome da rede de wifi.
 
De "Simon Bolivar Network" passou para "Give money to Joe".
 
Vou lá procurar o Joe e oferecer R$ 1.

Escrito por Fábio Seixas às 10h52

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Interlagos ferve

Enfim, o primeiro post do dia, com um belo atraso. Interlagos ferve, um domingo lindo, 24 graus agora, com 47 no asfalto. Todo mundo tostando.

Muita gente famosa circulando. Da "nossa turma", Emerson, Nelson, Tony, Cacá, Christian, Chico Rosa... O Pelé ainda não apareceu. Ivete Sangalo também não.

Escrito por Fábio Seixas às 10h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.