Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Não foi

Não, não foi o fim dos problemas. Tampas de bueiro soltas impediram a continuação dos treinos nas ruas de Pequim, e o grid da A1 foi definido com base no pouco tempo de treino livre. Pole para a Holanda, com o Brasil em sexto. A corrida, dizem, vai acontecer normalmente. Duvido muito.
 
Tampas de bueiro? Sim. Demais, não? Que tipo de vistoria fizeram por lá? Bom, ainda bem que já desisti dessa A1...

Escrito por Fábio Seixas às 18h20

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Agora vai (?)

Os organizadores da A1 GP informam que a programação será seguida normalmente neste sábado lá em Pequim.
 
O traçado, explicam, foi alterado. A reta foi encurtada para aumentar o raio do hairpin, "abrindo espaço para que os pilotos manobrem". Ainda bem, não é?
 
Será o fim dos problemas no fim de semana? É melhor esperar para ver...

Escrito por Fábio Seixas às 01h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube (da internauta) do dia

A Andrea Macedo, lá de Recife, filmou a saída para a volta de apresentação em Interlagos, o retorno dos carros ao grid e a largada do GP.
 
A qualidade do som é ótima e o vídeo mostra algo que as TVs nunca exibem: o corre-corre dos mecânicos para limpar a pista antes que os carros voltem.
 
Em São Paulo, o tumulto é ainda maior porque na ponta do grid há apenas uma escadinha para chegar aos boxes.
 
Divirta-se.
 

Escrito por Fábio Seixas às 17h07

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Boooom

"Imola voará pelos ares."
 
Assim, cheio de exagero, o colega Raffaele dalla Vite começa seu texto na edição de hoje da "Gazzetta dello Sport".
 
Explica, logo depois, que as explosões no Enzo e Dino Ferrari começarão no dia 19. Na primeira fase, 1500 bananas de dinamite acabarão com o prédio dos boxes e da sala de imprensa.
 
Particularmente, não sentirei saudades. Os boxes lá são dos mais apertados. E a área dos jornalistas só não é pior que a do Canadá.
 
O custo da reforma, 10 milhões de euros. Se vai ficar bom, não sei. Mas acho que, mais por pressão da Ferrari do que pela obra em si, Imola vai acabar voltando ao calendário. Se não no ano que vem, em 2008.
 
Raffaele, aliás, merece um comentário à parte. É uma figuraça. Cabelos e bigodão brancos, adora fumar charutos e usar camisas floridas no melhor estilo "Ilha da Fantasia".
 
E um detalhe: não fala uma palavra de inglês. Isso mesmo. O sujeito cobre F-1 há trocentos anos e não arrisca um "good morning". Daí que todo mundo na sala de imprensa evita sentar perto dele. Do contrário, passará o fim de semana trabalhando como tradutor.
 
É, às vezes ele é chato. Mas é gente boa.

Escrito por Fábio Seixas às 13h20

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Grid cheio

A turma do Desafio das Estrelas, a corrida de kart promovida por Massa, anunciou hoje que Zonta, Nelsinho e Kanaan também confirmaram presença nos dias 16 e 17 de dezembro, em Floripa.
 
A lista de inscritos, atualizada, é a seguinte: Felipe Massa, Rubens Barrichello, Vitantonio Liuzzi, Robert Doornbos, Jean Alesi, Tiago Monteiro, Ricardo Zonta, Nelsinho Piquet, Antonio Pizzonia, Enrique Bernoldi, Felipe Giaffone, Tony Kanaan, Xandinho Negrão, Lucas di Grassi, Alexandre Barros, João Paulo Oliveira, Giuliano Losacco, Luciano Burti, Cacá Bueno, Popó Bueno e Marcos Gomes.
 
Restam quatro vagas. Uma delas deve ficar com Lewis Hamilton.

Escrito por Fábio Seixas às 11h56

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cena de um GP, a vez do internauta

Foto enviada pelo Francisco Aguiar, com o seguinte comentário: "Esse com certeza foi mais fotografado que o Massa ou o Schummy..."
 

Escrito por Fábio Seixas às 10h33

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais um fiasco

Confesso que fui um dos que se deixaram entusiasmar, anos atrás, com a criação da A1 GP.
 
Primeiro, porque sou a favor de todo campeonato novo que surge_novos empregos, novas oportunidades, novos circuitos. Segundo, porque achei interessante a filosofia de uma disputa entre países. Terceiro, porque os carros, tecnicamente, são bons.
 
Decepcionei-me, mais uma vez. A cada corrida, a categoria mais e mais me parece um playground para o tal xeque Maktoum Al Maktoum e um caça-níqueis para boa parte das equipes, a brasileira incluída com louvor.
 
Neste fim de semana, por exemplo, acontece a terceira etapa do segundo campeonato da categoria. O palco, um circuito de rua montado em Pequim. Que foi interditado neta madrugada após os primeiros treinos. O motivo: fizeram um grampo impossível de ser contornado pelos carros. Só isso.
 
O piloto brasileiro lá na China? Rafa Matos. Muito prazer e boa sorte. O critério único para a escolha, o valor do cheque para o Emerson. 

Escrito por Fábio Seixas às 10h30

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Tratoródromo???

Essa é para quem acha que o esporte a motor no Brasil está limitado à Stock, a uma ou duas fórmulas agonizantes e a corridas de caminhões.
 
Reproduzo abaixo o texto enviado pelo Luiz Aparecido da Silva, colega lá do Sul:
 
De um lado uma professora. Do outro, uma dona de casa. O duelo das duas mulheres velozes de Maripá será uma das atrações do GP Vipal de Arrancada de Tratores, a ser disputado sábado e domingo (dias 11 e 12/11), no Tratoródromo de Maripá, região Oeste do Paraná.
 
A prova será válida pela quarta edição do Campeonato Brasileiro de Arrancada de Tratores, que terá a promoção da HSJ Desenvolvimentos, organização do Automóvel Clube de Maripá, supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), apoio da Prefeitura de Maripá e patrocínio da Vipal e da Firestone.
 

Irani "Nica” Kreutz, que defende a equipe Penélope Charmosa, já está na competição desde o ano passado, enquanto que Darli Drisner, da equipe Cobra Racing, estreou nesta temporada. Este será o primeiro confronto delas em casa, quando poderão dividir a torcida da cidade, especialmente do público feminino.

 

Para Nica, a participação de duas mulheres só irá aumentar as boas emoções do Arrancadão de Tratores. “A presença de duas mulheres só demonstra a capacidade que elas possuem para participar de esportes radicais como é o caso do Arrancadão de Tratores. Temos competência para competir entre si e para driblar na pista a concorrência masculina”, afirma Nica, que tem como principal novidade a contratação do preparador Inézio Luiz Battiston.

 

Já Darli diz que o fato de correr em casa pela primeira vez será uma emoção diferente. “Só o fato de ser uma das mulheres na categoria já é motivo para comemorarmos”, acentua Darli.

 

O clima é de muita confiança na equipe Cobra Racing, com astral renovado após a boa atuação no GP Firestone, disputado no mês passado, em Não-Me-Toque (RS). “Espero fazer bonito no Tratoródromo de Maripá, que é praticamente o quintal de minha casa”, finaliza Darli, que capotou seu trator na prova de estréia em Fraiburgo, em setembro.

                                                                                                   Vanderlei Soares/Divulgação 

Nica (à esq.) e Darli, pilotos de tratores, atrações do fim de semana em Maripá

Escrito por Fábio Seixas às 13h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Caos à vista

Acabo de receber um comunicado da Toyota detalhando os planos para o retorno da F-1 a Monte Fuji.
 
Tudo muito bonito, tudo muito altruísta ("envolvimento da comunidade local", "estabelecimento das mais rígidas e modernas normas de segurança", etc), mas um ponto chama a atenção: a expectativa de público, que deve gerar um caos monstro por aquelas bandas.
 
Os organizadores esperam 50 mil torcedores na sexta-feira, 90 mil no sábado e 140 mil no dia da corrida, 30 de setembro.
 
E as expectativas devem ser cumpridas. Tanto que a organização teve de criar uma loteria, em dois turnos, para a venda de ingressos. Ou seja, o sujeito terá que ser sorteado DUAS vezes para garantir sua entrada no autódromo.
 
Tanta gente assim preocupa. Colegas que estiveram lá, na semana anterior a Suzuka, foram unânimes no relato: há apenas um acesso ao autódromo, que não comporta a demanda de um fim de semana de F-1.
 
Organizados, os japoneses mandaram até um esqueminha (quase um ano antes!) sobre como chegar à pista.
 
 
Ok, a intenção é boa, mas de nada vão adiantar ônibus e vans se a estradinha é uma só. Aliás, o excesso de organização às vezes atrapalha e de quebra derruba o mito de que tudo funciona no Japão. 
 
Em Suzuka, que tem dois acessos, a coisa foi assim neste ano...
 

Escrito por Fábio Seixas às 10h35

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cenas de um GP, a vez do internauta

A foto abaixo foi mandada pelo Andrei Spinassé.
 
"É o acidente de Nico Rosberg da perspectiva do setor A", explica.
 
 
Quase tão interessante como o drama da foto _o piloto apoiado no carro destruído, ainda zonzo com a pancada_ é o número de máquinas digitais nesse espacinho. Contei cinco. Fora a do Andrei, claro. É uma febre.

Escrito por Fábio Seixas às 10h19

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube (justiceiro) do dia

Quando mais jovem, sempre que batia o carro (e foram algumas vezes), tinha que aguentar meu pai me chamando de "Nakajima" por semanas.
 
Até pela comparação injusta com dois dos melhores da história _Senna e Piquet, seus companheiros na Lotus_, o japonês virou sinônimo de barbeiro por aqui.
 
Sim, ele fazia das suas de vez em quando. Mas a gota d'água, para o torcedor, foi o choque com Senna, em 1990, que acabou com a festa verde-e-amarela em Interlagos.
 
Senna liderava o GP Brasil e, ao tentar dar uma volta em Nakajima, então na Tyrrell, perdeu o bico e, com ele, as chances de vitória.
 
Em tempo, eu estava no autódromo naquele dia, xinguei muito o japonês, mas depois, vendo pela TV, achei que foi excesso de afobação do Senna, opinião que carrego até hoje.
 
E você, o que acha? Nunca viu a imagem da batida? Não seja por isso...
 

Escrito por Fábio Seixas às 18h28

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A volta dos Nakajima

No terceiro dia de vida, este blog noticiou que a Williams, em troca de descontinhos nos motores, estava disposta a aceitar um piloto de testes indicado pela Toyota. E que ele seria  Kazuki Nakajima, 21, filho de velho Satoru, vice-campeão da F-3 japonesa em 2005 e sétimo na F-3 européia em 2006. Ou seja, alguém que nunca fez nada para merecer a F-1.
 
Pois hoje a equipe inglesa fez o anúncio oficial. "Kazuki demonstrou com consistência seu potencial no kart e em outras categorias", diz Frank, no comunicado. O time também manterá outro "piloto-de-testes-discutível-mas-que-leva-dinheiro", Karthikeyan.
 
Pobre Frank.

Escrito por Fábio Seixas às 09h54

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cenas de um GP, a vez do internauta

Depois de uma breve pausa, vamos continuar com as fotos curiosas dos internautas em Interlagos.
 
Essa aqui é do Antonio Diegues.
 
 
À explicação:
 
"Segue uma foto curiosa que tirei de um torcedor no setor G. Com nariz de palhaço empunhava um cartaz em inglês com os seguintes dizeres:
 
We did not forget:
 
1) Mass dampers ban
2) Ferraris´ wheel plates
3) Alonso penalty in Monza.
 
Conversei com ele (Alonsista daqueles) e ele me disse inclusive que foi entrevistado pela rede de TV alemã RTL."
 

Escrito por Fábio Seixas às 20h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Você vai, eu vou

Dia corrido por aqui hoje. No mundinho nacional do motor, alívio para Massa: finalmente Barrichello garantiu presença na sua prova de kart, o Desafio das Estrelas, no dia 17 de dezembro, em Floripa.
 
Além deles, Liuzzi, Doornbos e Monteiro, entre os pilotos da F-1, já confirmaram que irão para ilha. Schumacher, convidado, não aceitou.
 
Até onde sei, Alesi e Coulthard devem correr. Sábia decisão. A capital catarinense é linda.
 
Antes, porém, tem as 500 Milhas da Granja Viana. Corrida que não é organizada por Barrichello, mas quase: é comandada pelos Giaffone, primos de sua mulher. Massa não só vai como já estará treinando por lá na próxima segunda.
 
E assim eles viverão felizes para sempre.

Escrito por Fábio Seixas às 16h39

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bom, mas ruim

Ótima sacada do jornalista Márcio Fonseca, assessor de imprensa de um monte de gente boa por aí: os pilotos brasileiros bateram um recorde de participação, hoje, nos testes da GP2 em Jerez.
 
Dos 20 que foram à pista, 7 nasceram por aqui. À lista:  Antonio Pizzonia (FMS), Xandinho Negrão (Piquet Sports), Bruno Senna (ART Grand Prix), Lucas di Grassi (iSport), Alberto Valério (Arden International), Sérgio Jimenez e Luiz Razia (ambos pela Racing Engineering). O amazonense foi o mais rápido do dia, aliás.
 
Nem todos conseguirão vagas para 2007, mas o quórum é um bom sinal. A nota triste é que, ao que tudo indica, o recorde vai durar muito.
 
A crise dos monopostos no Brasil é séria, preocupante e, por enquanto, sem saída.

Escrito por Fábio Seixas às 14h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Osso preso

Além de espalhar as promessas de Fisichella, os sites internacionais anunciam que Webber está na liderança da corrida de aventura que promove neste ano na Tasmânia.
 
No total, são 12 times envolvidos em caminhadas, trilhas de mountain-bike e trechos de caiaque.
 
Ótima notícia. Quem sabe Webber não se anima e muda de esporte?
 
Webber, Fisichella, Trulli, Ralf, Coulthard e (por que não?) Barrichello não conquistaram nada de excepcional e nunca vão conquistar. Não na F-1.
 
Enquanto isso, há uma turma de jovens loucos por uma chance. Para citar seis, o mesmo número de veteranos: Hamilton, Davidson, Vettel, Nelsinho, Bourdais e Jani.
 
Ok, alguns poderiam até decepcionar. Mas não é preciso muito para fazer mais do que Webber e Ralf, por exemplo.
 
O problema é que a velha geração não larga o osso.

Escrito por Fábio Seixas às 12h18

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube (baladeiro) do dia

Schumacher iniciando a vida de aposentado, Massa vibrando com a vitória no GP Brasil.
 
Um trechinho da festa pós-Interlagos, aqui.
 
  
Curtiu o molejo do alemão? E aquela pegadinha no final?
 
Êêê, beleza... O que a alegria e umas doses a mais não fazem...
 
Os agradecimentos vão para a Luane Magalhães, brilhante colega de Santa Cruz do Sul e garimpeira-maníaca do Youtube.

Escrito por Fábio Seixas às 11h57

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Curto e grosso

Fisichella, hoje: "Posso ganhar o título no ano que vem."
 
Sim, poder, ele pode. Aliás, ele pôde também nos últimos anos. Não ganhou. Assim como não vai ganhar no ano que vem. Nem no outro. Nem nunca.

Escrito por Fábio Seixas às 11h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube do dia

Dica do Ricardo Carlini Sperandio. Não bastassem as trocas de posições, esse duelo aconteceu na última volta.

E os mais jovens às vezes não sabem o porquê de tanta nostalgia...

Escrito por Fábio Seixas às 13h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Turma do funil

Está no site do Téo José: Paul Tracy fraturou o ombro em um acidente com um... carrinho de golfe. Sim, o canadense-bola estava de cara cheia.

A ChampCar deveria proibir um sujeito desses nos seus quadros. Manter Tracy é um tiro no pé da categoria, que tenta desesperadamente sobreviver.

Escrito por Fábio Seixas às 13h10

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.