Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Playground

A McLaren colocou no ar um joguinho bacana. Está aqui.
 
O objetivo é tentar adivinhar o personagem oculto com o menor número de cliques nos quadradinhos. 
 
Uma boa diversão para o fim de semana enquanto a pré-temporada não começa...
 
Acertou tudo? Errou de primeira? Comente.

Escrito por Fábio Seixas às 00h53

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fim de feira

Aconteceu há menos de uma hora, em Interlagos, avisa o colega Rodolpho Siqueira.
 
A Renault do Brasil anunciou às equipes da F-Renault que não participará da temporada 2007.
 
"A notícia coloca fim no evento, que foi iniciado em 2002 e terá sua última edição neste fim de semana em Interlagos. O Speed Show reúne as categorias Fórmula Renault, Copa Clio e Renault Super Clio, esta última criada ainda em 2006. Com a saída da fábrica, praticamente ninguém no evento acredita que as categorias poderão continuar a ser disputadas no formato atual – com provas em todo o Brasil e em eventos realizados em conjunto pelas três modalidades", explica Rodolpho.
 
Ou seja, a partir de agora, o Brasil, país de três campeões mundiais da F-1, de três vencedores das 500 Milhas de Indianápolis, de tantas vitórias mundo afora, terá apenas uma, UMA, categoria de monopostos, a moribunda F-3 sul-americana.
 
Já venho dizendo isso há tempos. Agora está virando realidade. Não sobrará um campeonato de fórmulas por aqui. E a fonte vai secar.
 
É bom que você comece a gostar de Stock.

Escrito por Fábio Seixas às 18h43

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cenas de um GP, a vez do internauta

Mais uma contribuição para esta seção quase-fixa. Mais uma que fala sobre o atendimento ao público no GP Brasil.

O internauta da vez é o Clóvis Moraes, com quem cruzei uma vez em Cumbica.
 
Seguem um trecho do e-mail e a foto.
 
"A foto anexa é de um amigo que levou para o café da manhã de domingo um panetone de 1kg.  Garanto para você que o panetone estava melhor do que qualquer lanche vendido no setor A do autódromo."
 
 
Minha dúvida é a seguinte: o cara achou panetone pra comprar em outubro ou era sobra do último Natal?

Escrito por Fábio Seixas às 15h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

My name is Kubitsa

Acabo de receber o seguinte e-mail:
 
"Meu nome é José Roberto Pedreira, moro em Curitiba, apesar de nascido em São Paulo, e acompanho a F-1 desde 1972.  Quero fazer uma sugestão: para evitar aquela velha e batida discrepância que existe nas pronúncias dos nomes dos pilotos de F-1, por que não sugerir à Globo que na pré-temporada ou no início dela peça aos pilotos que se apresentem?"

Olha, Zé Roberto, a Globo nem precisa se mexer. Alguém já fez o serviço. Clique aqui e confira.
 
Detalhe: os caras têm uma loja on-line com produtos que trazem as pronúncias corretas dos nomes.
 
Deus, ajude-me a tirar o Galvão no amigo secreto!

Escrito por Fábio Seixas às 13h12

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

E só ele chegou lá...

Lá na pré-história, em 1999, publiquei uma matéria na Folha sobre negros no esporte a motor.
 
Começava assim: "Território frequentado por esportistas brancos há anos, as categorias de ponta do automobilismo, Indy e F-1, vêm preparando pilotos negros para disputarem seus próximos campeonatos."
 
Hamilton tinha então 14 anos e, claro, era um dos personagens da reportagem. Só ele vingou.
 
Os outros eram o americano David Francis Jr., selecionado no "politicamente correto" Programa de Desenvolvimento de Pilotos Afro-Americanos da Cart, e o norueguês Jason Watt, da F-3000.
 
De Francis Jr., confesso, nunca mais ouvi falar. Watt foi vítima de uma tragédia no fim daquele ano: sofreu um acidente de moto em Oslo e perdeu os movimentos das pernas. A boa notícia é que ele voltou ao automobilismo, pilotando carros adaptados, e em 2002 chegou a conquistar um título, o do Dinamarquês de Turismo.
 
Fiz também uma entrevistinha com Hamilton, em Silverstone, após algumas ligações para a McLaren. Sim, ele estava no kart mas já era protegido da Mercedes e de Ron Dennis. Até por isso, o moleque esbanjava confiança.
 
Fui buscar o texto lá no arquivo:
 
Folha de S.Paulo, edição de 18 de agosto de 1999, página 3-10
 
'Eu sempre fui bom', diz teen inglês
Ao assinar contrato com a McLaren (na verdade, quem assinou foi seu pai), Lewis Hamilton se comprometeu a tirar boas notas na escola.
Hoje, cursa o equivalente ao primeiro colegial. E precisa ter bom desempenho escolar para se manter no time. "Antes, era muito distraído nas aulas. Agora, tenho que ficar atento", diz.
Para Hamilton, a "falta de interesse" explica a ausência de negros da F-1.
(FSx)
*
Folha - Como funciona seu esquema na McLaren?
Lewis Hamilton - Eles ajudam na minha educação e ainda me pagam um salário. Em troca, preciso ir bem na escola e conseguir bons resultados no kart.
Folha - Como foi o sistema para seleção?
Hamilton - Em 96, venci uma corrida de kart promovida pela McLaren e pela Mercedes. O Ron Dennis (chefe da McLaren) me entregou o troféu no pódio. No ano seguinte, venci a prova de novo. Quando ele me viu no pódio, falou: "Oh, não. Você aqui de novo!?". Aí, acabei sendo chamado para fazer parte a equipe.
Folha - Você acha que o fato de ser negro influenciou na decisão da equipe?
Hamilton - Não acho que tenha sido essa a razão. Eu sempre fui bom.
Folha - Na sua opinião, por que é tão raro surgirem pilotos negros?
Hamilton - Acho que é uma questão de tradição. Os negros se interessam pouco pelo automobilismo, preferem outros esportes.
Folha - O que você planeja para depois do kart?
Hamilton - Não sei ainda. Vou fazer mais uns três ou quatro anos de kart e aí acho que vou para a F-Ford.

Escrito por Fábio Seixas às 12h44

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fim do mistério

Ron Dennis, enfim, resolveu ousar. Lewis Hamilton será o companheiro de Fernando Alonso na McLaren.
 
Campeão da GP2 neste ano, da F-3 européia em 2005 e da F-Renault inglesa em 2003, o inglês foi adotado pela McLaren ainda nos tempos do kart, mas sofreu para quebrar essa última desconfiança.
 
Ele segue, assim, os passos de Nico Rosberg. Em 2005, o alemão foi campeão pela ART e neste ano chegou à F-1, pela Williams. Hamilton também ganhou o título pela equipe de Nicolas Todt. É este o canal, parece, e por isso há uma fila de jovens pilotos tentando levantar dinheiro para correr lá.
 
Aos 21, torna-se o primeiro piloto negro dos 57 anos da F-1.
 
Mas nenhum comentário chega aos pés deste sorriso de Hamilton na foto abaixo, distribuída pela McLaren.
                                                                                                                                
                                                                                                                              Divulgação
Hamilton e Dennis, na sede da McLaren em Woking, na Inglaterra

Escrito por Fábio Seixas às 09h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Big Brother Barça

O sempre-alerta Thiago Teichmann mandou para este blogueiro os links das duas câmeras ligadas em regime 24/7 no circuito de Barcelona.
 
A primeira, instalada na reta, está aqui. A segunda é esta aqui.
 
Neste momento há pouco para ver. Mas a partir de terça tudo estará mais movimentado por lá.

Escrito por Fábio Seixas às 15h55

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Começa o jogo...

Atenção maníacos que não aguentam mais esperar para ver carro na pista: já está no site do autódromo de Barcelona a programação da retomada dos testes da F-1, na próxima semana.
 
Nove das 11 equipes abrem a pré-temporada no dia 28, terça-feira: Renault, McLaren, Ferrari, Williams, Honda, BMW, Red Bull, Super Aguri e Toro Rosso.
 
Nos dias 29 e 30, a Toyota une-se ao grupo. A Spyker será a única ausente.
 
Enfim, no 1º, treinam apenas Ferrari e Toyota.
 
Aproveitem.

Escrito por Fábio Seixas às 11h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

The book is on the table

Sai amanhã, na Alemanha, a autobiografia de Schumacher.
 
Foi "escrita" pelo alemão em parceria com Sabine Kehm, sua competente assessora de imprensa e, evidentemente, quem realmente colocou a mão na massa.
 
O título, simplesmente "Schumacher". São 133 páginas, por enquanto apenas em alemão, mas em breve em outros idiomas _até onde sei, não há previsão de uma edição em português, esta língua exótica.
 
Um trecho do prefácio: "Ainda não tenho idéia dos efeitos da aposentadoria sobre mim, mas não, não tenho medo".

Escrito por Fábio Seixas às 10h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

E dá-lhe Stock

Durante almoço com o mercado publicitário e que contou com a presença do diretor de esportes da Globo, Luís Fernando Lima, o promotor da Stock Car, Carlos Col, anunciou que 8 das 12 etapas de 2007 serão transmitidas ao vivo pela emissora.
 
Foram seis neste ano.
 
Col anunciou também que o campeonato passa a chamar Copa Nextel de Stock Car. A Nextel acertou contrato de três anos.
 
Não por coincidência, a principal divisão da Nascar é a Nextel Cup.
 
Mas tem o famoso "resta saber"... 
 
Que no caso é o seguinte: a Globo vai adotar o nome oficial?

Escrito por Fábio Seixas às 17h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sobre fumaça e fogo

Hakkinen foi anunciado hoje como novo embaixador mundial da Johnnie Walker.
 
A Johnnie Walker patrocina a McLaren.
 
Hakkinen cada vez mais é figura fácil pelos lados de Woking.
 
Aí tem.

Escrito por Fábio Seixas às 16h08

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Motor na tela

O post sobre automobilismo no cinema rendeu pano para algumas mangas.
 
Os internautas lembraram de mais alguns filmes. Citaram, por exemplo, "Dias de Trovão" (bobinho) e "24 Horas de Le Mans" (muito bom, mas cansativo em alguns momentos).
 
E falando em Steve McQueen, estrela do último, algo que muita gente não sabe: ele era um ardoroso fã de corridas. 
 
Dividindo um Porsche com Peter Revson, embolsou uma das categorias das 12 Horas de Sebring de 1970 e por pouco não foi o vencedor geral _ficou a exatos 23 segundos da Ferrari comandada por Mario Andretti. 
 
A curiosidade é que o mesmo Porsche foi usado como carro-câmera nas filmagens de "Le Mans". Ele ainda participou de várias e várias provas de moto off-road.
 
Lembrei ainda de outro recém-lançado e que não faz feio, a última versão do Fusca mais famoso do mundo, "Herbie: Fully Loaded".
 
Mas "Grand Prix" é mesmo imbatível. Se você não viu, faça-o já. Aqui abaixo, um trecho da corrida de Spa, para dar água na boca.

Li outro dia também que farão um filme baseado em Speed Racer. Que não pisem no tomate. Frustraria uma geração.
 
Bela combinação esta, cinema e automobilismo. Pena que seja tão difícil unir uma arte a outra.
 
Mas de vez em quando acontece.

Escrito por Fábio Seixas às 15h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Hakkinen, de novo

O "Marca" noticia que Hakkinen passou por uma bateria de exames físicos e médicos na segunda-feira e relaciona a descoberta a um possível retorno do finlandês à McLaren.
 
Pronto, bastou para que a história tomasse conta novamente dos sites especializados. 
 
Uma boa explicação parece vir do www.grandprix.com: depois que perdeu Wurz, um piloto de testes com excelente conhecimento de engenharia, Dennis procura desesperadamente um profissional classe A que posso ajudar a equipe a se reerguer.
 
A solução seria Hakkinen, que estaria disposto a, vez ou outra, dar umas voltinhas no carro. A conferir.

Escrito por Fábio Seixas às 10h18

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube (explosivo) do dia

Os usuários do Youtube não perdem tempo.
 
Abaixo, os boxes de Imola virando pó.  

É engraçado prestar atenção nos comentários dos italianos que gravaram o vídeo. No finalzinho, ao ver o primeiro prédio ainda de pé, um deles lança, em tom de deboche: "Erraram na carga [de dinamite, imagino]!!"
 
A dica foi do Beto Traballi.

Escrito por Fábio Seixas às 09h59

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cenas de um GP, a vez do internauta

O sacrifício para comprar uma cervejinha em Interlagos.
 
E ainda dizem que o atendimento ao público é bom... Só se for nos camarotes.
 
 
A foto foi enviada pelo Francisco Aguiar. Você ainda não mandou a sua imagem curiosa do GP Brasil? Mande djá! O e-mail é fseixas@folhasp.com.br

Escrito por Fábio Seixas às 09h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Booooom

Não estou conseguindo postar fotos hoje. Então, veja aqui as imagens das implosões em Imola, no domingo, que colocaram no chão o prédio dos boxes e da sala de imprensa.
 
Os italianos já admitem que 2007 está perdido. Mas querem, de qualquer jeito, a F-1 de volta em 2008.

Escrito por Fábio Seixas às 17h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais um pra estante

Sai amanhã, em DVD, "Carros", o filme mais legal sobre automobilismo dos últimos anos.
 
E não falo só de animação. Falo de filme, mesmo. Até porque o que não faltam nas telas e locadoras são produções porcaria sobre o tema.
 
Tem um do Stallone correndo de Indy que pelo-amor-de-deus. Deveria ser proibido pela vigilância sanitária. "Velozes e Furiosos" também é um lixo e por aí vai...
 
Mas "Carros" não se dá bem apenas pela comparação com essas baboseiras. É bacana por si só. Há dois italianinhos, fãs da Ferrari, que são de morrer de rir.
 
E acho que já disse isso aqui e se disse, repito: a história do personagem principal é idêntica à de Alonso nesta temporada.
 
Coincidência ou inspiração?

Escrito por Fábio Seixas às 16h23

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Puxão de orelha

O sempre afável Coulthard soltou os cachorros sobre Barrichello e Nico.
 
Ele está engasgado com a falta de compromisso de ambos com a GPDA, a associação que reúne os pilotos da F-1.
 
Neste ano, acho que foi em Monza, o grupo elegeu Alonso, Ralf e Webber para os lugares antes ocupados por Schumacher, Trulli e pelo escocês.
 
"Michael tirou muito da F-1, mas também doou bastante. Eu tirei menos e também colaborei um pouco menos. Mas há alguns que só querem tirar. Como o Rubens, por exemplo. Corro contra ele há anos e anos, é um cara legal e talentoso, mas é do tipo que simplesmente aparece, corre e vai embora."
 
A bronca com Nico é pela resposta dada pelo alemão quando questionado sobre se topava assumir um cargo na entidade. "Sem chance", teria dito o filho de Keke, segundo Coulthard.
 
"Simplesmente não posso imaginar porque tem gente que se nega a participar do único fórum pelo qual podemos aumentar nossas chances de voltar para casa em segurança."
 
Sobre as posições do brasileiro e do alemão é complicado opinar porque eu não estava na reunião dos pilotos _em nenhuma delas, aliás. Mas que Coulthard tem razão em cobrar mais envolvimento dos colegas, isso tem.

Escrito por Fábio Seixas às 15h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Spa, não!

Depois de destroçarem Hockenheim, desfigurarem Interlagos, espremerem Jacarepaguá, encolherem Nurburgring e arrasarem Imola, entre outras besteiras, agora vão mudar a traçado da curva de nome mais legal de toda a F-1, a Bus Stop.
 
Por que esses caras não ficam em casa, mudando os móveis da sala de lugar?

Escrito por Fábio Seixas às 14h59

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube do dia

O personagem é Raikkonen. Tire suas próprias conclusões...
 

Escrito por Fábio Seixas às 11h46

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fogaréu

Durou 252 voltas a estréia de Montoya na primeira divisão da Nascar. E terminou no muro.
 
O colombiano bateu na curva 1 de Homestead. Foi um toque leve, mas suficiente para levantar chamas, o que sempre gera imagens impressionantes.
 
Até então, ele vinha bem. Depois de largar em 29º, chegou a ocupar o 13º lugar. Quando bateu, era o 21º.
 
E aparentemente a culpa não foi dele. Montoya diz ter sido tocado por JJ Yeley (com esse nome, só poderia correr na Nascar).

Escrito por Fábio Seixas às 11h41

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ainda não foi (ou não fui) desta vez

Pois é, eu achava que iria embora. Mas a direção da Stock resolveu fazer do resultado final da corrida uma novela.
 
O capítulo mais recente: puniram Cacá com 20 segundos, após protesto de Losacco, e "despuniram" Christian dos 20 segundos que ele havia levado.
 
Com isso, Christian tornou-se o sétimo colocado e Cacá caiu para a 13ª colocação.
 
No campeonato, Cacá tem (até segunda ordem) 250 pontos, contra 248 de Orsi e 245 de Losacco e Maluhy.
 
Será que agora consigo voltar pra SP ou vão mudar tudo de novo?

Escrito por Fábio Seixas às 14h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ponte aérea

Não deve mudar mais nada no resultado, é o que informam na sala de imprensa.
 
E assim termina meu giro carioca. Hasta.

Escrito por Fábio Seixas às 13h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Arqueologia

Imagens de uma Jacarepaguá que a estupidez enterrou...
 
Em meio ao matagal e fechada por uma barreira de concreto, a Reta da Junção
 
A antiga placa de boas vindas, ostentando traçados que já não existem
 
Na mesa da sala de imprensa, adesivo lembra que a pista já recebeu a MotoGP
 
E pra fechar... Seria engraçado se não fosse absurdo. Atrás do tapume de um restaurante japonês montado no paddock, uma placa da Prefeitura do Rio, datada de março de 1996, celebra a "reconstrução do Autódromo Internacional Nelson Piquet e a construção do Circuito Oval Emerson Fittipaldi".
 
Dá para ler também o nome do prefeito que gastou milhões nessas obras: Cesar Epitácio Maia.
 
O mesmo Cesar Epitácio Maia que agora está gastando outros milhões para colocar tudo no chão.
 
É nojento.

Escrito por Fábio Seixas às 13h07

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Muda tudo

E o resultado virou fumaça...
 
Por enquanto, oito pilotos foram punidos.
 
Três deles, Luciano Burti, Thiago Camilo e Chico Serra, foram excluídos do resultado da corrida por atitude antidesportiva.
 
Outros cinco, Christian Fittipaldi, Nonô Figueiredo, Átila Abreu, Juliano Moro e Hybernon Cisne, sofreram acréscimo de 20 segundos nos seus tempos de prova.
 
Com isso, Cacá subiu para sétimo e chegou a 256 pontos no campeonato. Hoover Orsi tem 248. Giuliano Losacco e Felipe Maluhy estão empatados em terceiro, com 245.
 
Mas, é claro, podem haver mais mudanças. Há outras equipes protestando.
 
Êêê, beleza. 

Escrito por Fábio Seixas às 12h44

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bafafá

Sabe todos esses resultados que acabei de colocar no ar? Pois bem, podem virar fumaça daqui a pouco.
 
Depois de tanto bate-bate, o que não falta é ânimo exaltado no paddock, piloto jurando piloto e protesto junto à direção de prova.
 
Daqui a pouco eu conto o que aconteceu.

Escrito por Fábio Seixas às 11h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bandeira quadriculada

Corrida acidentada, resultado direto do circuitinho tosco que improvisaram por aqui, mas boa. Foram incontáveis bandeiras amarelas, três intervenções do safety-car, lindas ultrapassagens e alguns "x" na primeira curva.
 
Vitória de Tarso Marques, um dos paranaenses bons de volante citados num post outro dia. Foi a primeira dele na Stock.
 
Antonio Jorge Neto ficou em segundo, seguido por  Hoover Orsi. Ricardo Maurício, que largou na pole e liderou a maior parte da prova, teve problemas no final, começou a despencar e terminou só em 15º.
 
Cacá foi o 10º, Losacco, o 11º; Maluhy, o 12º. E, assim, o campeonato fará sua última etapa em Interlagos, no dia 10, com a disputa pelo título bem aberta.
 
Cacá tem 252 pontos. Orsi, 248.

Escrito por Fábio Seixas às 10h53

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frasista

Popó Bueno foi no ponto: "Aqui, a popularidade de um piloto é proporcional à quantidade de bonés que ele tem pra distribuir."

Escrito por Fábio Seixas às 09h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Xiiii...

O tempo continua seco por aqui, para felicidade geral da nação.
 
Sim, porque se chover a confusão será grande. 
 
Em nome da segurança, a direção de prova vai querer mudar um ponto-chave do traçado: no lugar do curvão, os pilotos usarão a antiga curva Sul, que tem uma área de escape mais ampla. 
 
Mas isso significaria deslocamento de câmeras, o que a Globo não quer fazer.

Escrito por Fábio Seixas às 08h57

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Derruba-tese

Quem disse que carioca não gosta de automobilismo?

Escrito por Fábio Seixas às 08h54

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Abafado, cheio e bacana

Uma hora para a largada aqui em Jacarepaguá. Calor abafado, céu nublado, trânsito no acesso ao autódromo, boxes lotados com a visitação dos torcedores.
 
A previsão era de chuva, mas por enquanto, nada.
 
Ontem, no fim da tarde, choveu. E no Rio, quando pinga na sua cabeça, é sempre bom dar uma checada. Pode ser chuva. Mas pode ser também algum ar-condicionado vazando. De preferência, ligado numa temperatura pólar.

Escrito por Fábio Seixas às 08h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.