Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Pole brasileira na IRL

Castro Neves confirmou o bom acerto da Penske para St.Petersburg e cravou a pole para a segunda etapa da IRL. Marco Andretti larga em segundo, com o companheiro Franchitti em terceiro e Dixon em quarto.

 

Tony, que participará do “Pit Stop” da próxima terça, bateu no muro e vai sair em sexto.

 

A corrida começa às 15h30 (de Brasília) com BandSports e Play TV. Isso é, se não inventarem nenhum concurso de miss (ou nenhum campeonato de peteca) para atravessar a transmissão.

Escrito por Fábio Seixas às 19h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A (boa) cautela de Massa

Em entrevista publicada pela “Autosport”, Massa faz questão de desmistificar a vantagem da Ferrari neste início de campeonato.

 

“Estamos todos no mesmo planeta”, diz, questionado sobre o nível de competitividade entre seu time e os rivais. “Estamos fortes e competitivos, mas temos que encarar cada corrida como qualquer de nossos adversários faz. A McLaren também é dura de bater, e a BMW está forte. Temos que encarar o fim de semana do jeito que eles fazem.”

 

Sim, há um quê de política e outro de esperteza aí. Massa nunca foi de falar muito, e a maior prova disso foi o segredo que guardou por quatro anos. Mas não acho que seja só isso. Acho que há uma boa dose de sinceridade.

 

A Ferrari não foi bem em Melbourne. Um carro da Ferrari foi bem em Melbourne. E isso é bem diferente.

 

Só aconteceu uma corrida até agora. Qualquer veredicto ainda é areia movediça.

Escrito por Fábio Seixas às 19h03

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Alívio na IRL

Depois do passeio da Ganassi na abertura do campeonato, em Homestead, as coisas começaram mais equilibradas nas ruas de St.Petersburg. E o cenário, bem melhor para os brasileiros.
 
Nos treinos livres de hoje, o mais rápido foi Hélio Castro Neves, da Penske, 1min01s6016. Tony Kanaan, da Andretti-Green, ficou em segundo, a 0s0876.
 
O melhor piloto da Ganassi foi Scott Dixon, em terceiro. Vencedor na noite de Homestead, Dan Wheldon fechou o dia em sexto.
 
Pena, para o campeonato, que a grande maioria das corridas seja em ovais. Onde a equipe do velho Chip ainda sobra.

Escrito por Fábio Seixas às 22h37

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Arquivo pessoal

Havia alguns dias eu não postava nada da seção "Arquivo pessoal". Voltemos à rotina, pois, com categoria.
 
As fotos abaixo são da Luane Magalhães, nossa correspondente em Santa Cruz do Sul, São Sepé e adjacências.
 
 
  
 
 
 
 
O local: Centro de Tradições Gaúchas de São Sepé (RS)
O ano: 2007 (fim de semana passado, mais especificamente)
O evento: Veloterra
O comentário da internauta: Eles montaram esta pista de terra lá em São Sepé no terreno de um dos CTGs da cidade e se divertem muito com as corridas de "Veloterra", como chamam aqui. Tem o mesmo nome aí? Meu pai pegou um Passat muito velho que ele tinha jogado no fundo do pátio da oficina (que eu jurava ser ferro velho), colocou um motor, um banco, volante, ou seja só o extremamente necessário e lá foi ele. Chegou em 3º, na frente do Gol que ele prepara para um amigo... No interiorzão é assim mesmo! Pelo menos, aqui no RS essas provas de Veloterra acontecem no Estado inteiro! Muitas cidadezinhas minúsculas, como São Sepé e Caçapava do Sul, possuem essas pistas.
O comentário do blogueiro: Não, Luane, essas corridas não chamam Veloterra por aqui. Simplesmente porque esse tipo de corrida não existe por aqui. Com certeza vocês têm mais diversão nas suas cidadezinhas do que nós temos em São Paulo com nossos shopping centers, cinemarks, wet'n'wilds e quetais.

Escrito por Fábio Seixas às 15h08

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube do dia

O Ricardo Montesano, repórter da revista "StockShow", é quem manda a dica.
 
O episódio é célebre, é histórico: o embate Hakkinen x Schumacher no GP de Macau da F-3, em 1990.
 
E o vídeo é esclarecedor. Porque, por anos e anos, ouvi gente dizendo que o Schumacher foi o culpado no acidente. Por anos e anos, esse foi mais um "crime" do alemão. "O primeiro!", bradavam os mais exaltados.
 
Depois de ver o vídeo, discordo. Na minha opinião, Hakkinen foi afobado.
 
 
E vocês, o que acham?

Escrito por Fábio Seixas às 14h36

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Um passo atrás

As equipes começaram hoje a distribuir seus previews para o GP da Malásia.
 
É sempre curioso dar uma passada de olhos. Mais pelo sentido "estudo antropológico" da coisa do que por achar algo que realmente faça sentido.
 
Afinal, normalmente esses comunicados vêm recheados de declarações otimistas sem muito embasamento.
 
O da Honda, por exemplo, merece reflexão. Barrichello e Button não falam uma palavra, NENHUMA, sobre a condição do carro para a corrida. Limitam-se a descrever as características de Sepang.
 
A Honda-2007 é a Toyota dos últimos anos. Não, não, é pior do que isso.

Escrito por Fábio Seixas às 14h19

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sexta, coluna

Hoje tem coluna na Folha. O link, aqui.

 

O tema, a atual crise de criatividade da F-1. Que veio bem a calhar com a notícia que circula hoje: a categoria mudou de idéia pela milionésima vez e vai proibir, de novo, o controle de tração.

 

A partir de 2008, o sistema estará proibido. Não dou uma corrida para recomeçarem os rumores de que as equipes X e Y estão usando o recurso disfarçadamente.

Escrito por Fábio Seixas às 09h49

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais sobre os testes em Sepang

Nem tudo foram flores finlandesas. Das cinco bandeiras vermelhas acionadas no circuito malaio nesta sexta-feira, duas foram provocadas por Kovalainen, que parou na pista com misteriosos problemas mecânicos.

 

A Super Aguri, quem diria, voltou a andar bem. Talvez não seja o fogo de palha que muita gente imaginava. Eu queria saber, por exemplo, o que passou pela cabeça do Button hoje, ao fim do dia.

 

Agora todo mundo fica por lá, descansando. Perto do circuito há resorts sensacionais _não, nunca consegui chegar perto de nenhum, não dá tempo. E, claro, sempre há a gloriosa opção pela Tailândia, ali do lado.

Escrito por Fábio Seixas às 09h37

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sepang, dia 4

Pode ser factóide. Em teste, sempre pode. O fato é que Kovalainen, o fiasco de Melbourne, encerrou os testes com um primeiro lugar, 0s041 à frente da Ferrari de Massa.

 

1 º. Kovalainen, Renault, 1min35s767 (55 voltas)

2 º. Massa, Ferrari, 1min35s808 (72 voltas)

3 º. Davidson, Super Aguri, 1min36s787 (68 voltas)

4 º. Rosberg, Williams, 1min37s002 (104 voltas)

5 º. Montagny, Toyota, 1min37s206 (78 voltas)

6 º. Heidfeld, BMW, 1min37s318 (70 voltas)

7 º. Button, Honda, 1min37s326 (37 voltas)

8 º. Hamilton, McLaren, 1min37s448 (43 voltas)

9 º. Webber, Red Bull, 1min37s778 (42 voltas)

10 º. Liuzzi, Toro Rosso, 1min38s542 (56 voltas)

11 º. Klien, Honda, 1min39s176 (25 voltas)

12 º. De la Rosa, McLaren, 1min39s303 (24 voltas)

Escrito por Fábio Seixas às 09h34

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube do dia

Sempre tive vontade de postar essas cenas, e o Felipe Maciel deu uma mão sugerindo o Youtube.
 
Aconteceu na F-3000, em 2003. Pior: em Mônaco, corrida que todo mundo acompanha com mais atenção.
 
Eu estava lá e não acreditei. Ninguém que estava lá acreditou. Nem ele, Bjorn Wirdheim, doravante chamado por nós, brasileiros, de "a anta sueca". Nem Nicolas Kiesa, que acabou vencendo a prova.
 
 
A besteira custou a Wirdheim melhores chances no automobilismo. De piloto promissor, passou a ser tratado como um sujeito folclórico. Onde ele ia, todos lembravam do dia em que ele perdeu a principal corrida do campeonato por comemorar cedo demais.
 
A "anta sueca" chegou até a fazer testes para BAR e Jaguar, mas não encontrou mais portas abertas na F-1. Em 2005, correu na ChampCar. E no ano passado, na F-Nippon _foi apenas o sexto colocado no campeonato.

Escrito por Fábio Seixas às 18h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ah, a bolinha branca...

Escrito por Fábio Seixas às 17h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sepang, dia 3

A quinta-feira foi perdida em Sepang. Caiu um temporal por lá durante a madrugada, e as equipes passaram a manhã esperando a pista secar, o que só aconteceu na hora do almoço. Por pouco tempo: logo desabou outra chuva forte, determinando o fim dos trabalhos.

 

Por causa disso, 9 das 10 equipes resolveram prolongar os testes até amanhã. Só a Toro Rosso levantará acampamento.

 

Os tempos, portanto, não servem para muita coisa. Mas aí estão:

 

1º. Hamilton, McLaren, 1min35s918 (57 voltas)

2º. Webber, Red Bull, 1min36s138 (62 voltas)

3º. R.Schumacher, Toyota, 1min36s700 (69 voltas)

4º. Liuzzi, Toro Rosso, 1min36s712 (56 voltas)

5º. Massa, Ferrari, 1min36s947 (64 voltas)

6º. Rosberg, Williams, 1min37s070 (71 voltas)

7º. Button, Honda, 1min37s472 (92 voltas)

8º. Davidson, Super Aguri, 1min37s606 (44 voltas)

9º. Heidfeld, BMW, 1min38s551 (35 voltas)

10º. Kovalainen, Renault, 1min39s654 (20 voltas)

 

A destacar, apenas um vazamento de óleo no motor do Hamilton, que o deixou parado na pista.

 

Segundo o Giovani Caletti, nosso correspondente na Malásia, a meteorologia indica tempo bom na sexta-feira, com possibilidades de chuva só no fim da tarde.

Escrito por Fábio Seixas às 08h56

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

60 anni

Entre outros fiascos, a Ferrari foi só a sétima colocada no Mundial de Construtores de 1973, atrás de Lotus, Tyrrell, McLaren, Brabham, March e BRM. Melhor pular esse capítulo, então. E foi o que ela fez, sem a menor cerimônia, no livretro “60 Anos, 60 Símbolos”.

 

Chegamos, pois, a 1974. Ufa, eu já estava vivo. E Montezemolo já estava por lá.

A homenagem é tripla: à 50ª vitória da escuderia na F-1, ao primeiro triunfo de Lauda na Ferrari e à primeira conquista de Montezemolo como chefe de equipe.

 

O palco de tudo isso, o GP da Espanha, em Jarama. Ah, para completar a festa, Ragazzoni foi o segundo colocado.

Escrito por Fábio Seixas às 08h33

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Podcast da semana

Estava devendo o podcast do “Pit Stop” desta semana.

 

O link está aqui.

 

Por hoje é só. Amanhã voltamos com nossa programação normal.

Escrito por Fábio Seixas às 20h19

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sepang, dia 2 (2)

O primeiro comentário é óbvio: Raikkonen voou. Com quase a metade das voltas do segundo colocado, Wurz, cravou vantagem de quase meio segundo. E foi quase um segundo mais veloz que o tempo de Kubica ontem.

 

O polonês, por sua vez, completou sem problemas a distância de dois GPs. Ponto para a confiabilidade da BMW.

 

Já a Honda... Tsc, tsc... Barrichello causou a única bandeira vermelha do dia, quando o motor explodiu depois de apenas meia hora de treino. Ou seja, não apenas o carro é ruim como também quebra.

 

Com Hamilton, a McLaren foi modesta _a dois minutos do fim, o inglês parou na pista.

 

A conclusão: a Ferrari continua sobrando.

Escrito por Fábio Seixas às 20h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sepang, dia 2

Bom, a essa hora todo mundo já deve saber dos tempos da última madrugada em Sepang, mas até para manter a tradição vou colocar tudo no ar.

 

. Raikkonen, Ferrari, 1min35s268 (61 voltas)

2º. Wurz, Williams, 1min35s702 (114 voltas)

3º. Coulthard, Red Bull, 1min35s712 (87 voltas)

4º. R.Schumacher, Toyota, 1min35s751 (81 voltas)

5º. Kubica, BMW, 1min3s.887 (111 voltas)

6º. Hamilton, McLaren, 1min36s115 (69 voltas)

7º. Sato, Super Aguri, 1min36s306 (63 voltas)

8º. Barrichello, Honda, 1min36s563 (36 voltas)

9º. Kovalainen, Renault, 1min36s578 (86 voltas)

10º. Button, Honda, 1min36s617 (24 voltas)

11º. Davidson, Super Aguri, 1min37s876 (39 voltas)

12º. Speed, Toro Rosso, 1min37s910 (36 voltas)

13º. Liuzzi, Toro Rosso, 1min37s971 (32 voltas)

Escrito por Fábio Seixas às 20h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Garçom, mais um!

Como vocês já devem imaginar, o dia hoje foi corrido, uma loucura,

 

Mas pelo menos comprovei que o chopp do Pingüim continua sensacional.

Escrito por Fábio Seixas às 19h52

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Pit Stop" no ar

Se você trocou o “Pit Stop” pelo Dunga, tudo bem. O programa de hoje está aqui, para ser assistido quando você quiser.

 

Como sempre, o espaço está aberto para críticas, sugestões, elogios, comentários em geral, enfim.

Escrito por Fábio Seixas às 17h36

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ferrari na mira da FIA

O site da “Autosport” noticia hoje que a FIA vai modificar seus procedimentos de vistoria para averiguar se nenhuma equipe está usando componentes móveis no assoalho.

 

Em outras palavras, para checar se a Ferrari não está burlando o regulamento. A suspeita é a de que o assoalho da F2007 ceda alguns milímetros quando o carro atinge determinada velocidade, o que significaria ganho de estabilidade _quanto mais próximo o assoalho do asfalto, menor a turbulência sob o carro.

 

A história surgiu em Melbourne e a acusação partiu da McLaren, embora formalmente o time inglês não tenha apontado o dedo duro pra ninguém especificamente.

 

Segundo um laudo da McLaren, disponível no site, um engenhoso sistema de molas poderia permitir que os carros passassem na vistoria da FIA, mas ficassem mais grudados ao solo quando na pista.

 

Enfim, a FIA pode até acabar com a brincadeira da Ferrari. Mas, como escrevi na semana passada, a escuderia não pode ser acusada de trapaceira. Estava apenas explorando uma brecha do regulamento.

 

Foi fazendo exatamente isso que Colin Chapman se tornou o maior gênio, até hoje, das pranchetas da F-1.

Escrito por Fábio Seixas às 10h25

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Da Malásia para o blog

E não é que este blog tem um correspondente na Malásia?

 

O Giovani Caletti é brasileiro, mora em Kuala Lumpur, é apaixonado por F-1 e esteve lá em Sepang (que fica a uns 50 km da capital) no final de semana.

 

Enquanto os carros não entravam na pista, o cenário era este:

O Giovani prometeu voltar nos próximos dias para contar como estão as coisas por lá e fazer novas imagens para a gente.

 

E assim, pouco a pouco, conquistaremos o mundo!

Escrito por Fábio Seixas às 10h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Hoje é dia de "Pit Stop"

Jogo da seleção às 14h30? Esquece! Hoje tem “Pit Stop” ao vivo, no mesmo horário, no UOL News.

 

Mas se você é um seguidor de Dunga e cia., tudo bem. O programa, também em podcast, estará disponível ad eternum no UOL.

 

Depois eu publico o link aqui.

Escrito por Fábio Seixas às 09h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sepang, dia 1

E começou nesta madrugada a primeira bateria de testes da F-1 em plena temporada. O palco, Sepang, que receberá a próxima etapa, dia 8.

 

O mais rápido, Kubica. Pronto. Já não há mais dúvidas. Some a pré-temporada ao desempenho na Austrália ao resultado de hoje aos seus dois bons pilotos: a BMW é a minha candidata à vaga de terceira força do Mundial.

 

No teste de hoje, Kubica já usou uma nova configuração aerodinâmica e experimentou também modificações na caixa de câmbio _que o deixou na mão em Melbourne.

 

A Honda fez coisa parecida. Barrichello usou novos componentes da suspensão que, parece, surtiram efeito. A Malásia será um bom termômetro para a Honda. Foi lá, no ano passado, que caiu a ficha e o brasileiro começou a ser mais contido nas suas promessas para o resto da temporada.

 

1º.  Kubica, BMW, 1min36s187 (92 voltas)

2º.  Raikkonen, Ferrari, 1min36s302 (54 voltas)

3º.  Wurz, Williams, 1min36s334 (89 voltas)

4º.  Barrichello, Honda, 1min36s826 (82 voltas)

5º.  De la Rosa, McLaren, 1min37s106 (60 voltas)

6º.  Montagny, Toyota, 1min37s267 (73 voltas)

7º.  Sato, Super Aguri, 1min37s389 (72 voltas)

8º.  Coulthard, Red Bull, 1min37s609 (82 voltas)

9º.  Piquet, Renault, 1min38s199 (32 voltas)

10º.  Speed, Toro Rosso, 1min38s503 (69 voltas)

Escrito por Fábio Seixas às 09h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

60 anni

Em 8 de abril de 1972 a Ferrari inaugurou o circuito de Fiorano, ao lado de Maranello.

 

Tome homenagem, pois.

Já estive uma vez em Fiorano. Foi em 2000, na apresentação da escuderia, a primeira com a presença de Barrichello.

A pista fica, literalmente, ao lado da fábrica. Os carros são levados para lá rebocados direto da garagem. E o grande barato para os tifosi é ficar na estradinha que existe ali, na ponte sobre o circuito, acompanhando os testes.

Escrito por Fábio Seixas às 09h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Argumento contra a ladainha

A toda-poderosa Renault de 2005 e 2006, vejam só, já começou a trabalhar numa versão B do seu carro após o desempenho apenas mediano em Melbourne.
 
A única mudança na estrutura da equipe dos últimos anos para agora chama-se Fernando Alonso.
 
E ainda tem gente que adora dizer que "piloto não faz diferença na F-1".

Escrito por Fábio Seixas às 18h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cocaína no hotel da F-1

Uma outra notícia que não deve dar em nada, mas que causará algum zunzunzum na F-1 nos próximos dias: a ABC, principal TV australiana, informou que a polícia do país encontrou cocaína no Park View Hotel, onde boa parte dos pilotos fica hospedada nos dias do GP.

 

O hotel também vem recebendo nos últimos dias delegações de países participantes do Mundial de Desportos Aquáticos. A Australian Sports Anti-Doping Authority, responsável pelo controle do doping por lá, já entrou na investigação.

 

A F-1 realiza duas ou três vezes por ano exames antidoping nos pilotos. Em 2002, o tcheco Tomas Enge perdeu o título da F-3000 depois que o teste detectou traços de maconha na sua urina.

Escrito por Fábio Seixas às 09h29

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lengalenga à vista

É um assunto tão chato e tão cheio de idiossincrasias técnicas, burocráticas e jurídicas que nem vale a pena gastar muito tempo com ele.

 

O fato é que a Spyker entrou com um protesto formal contra Super Aguri e Toro Rosso na Corte de Comércio de Lausanne, na Suíça, foro responsável por toda e qualquer questão envolvendo o Pacto de Concórdia.

 

O motivo, todo mundo sabe, as acusações de que as duas equipes estão usando em 2007 os carros 2006 da Honda e da Red Bull, respectivamente.

 

O que vai acontecer? Não sei. Mesmo. A cópia é evidente. Os interesses políticos, também. Meu único palpite é que não vão resolver isso antes do início da temporada européia.

Escrito por Fábio Seixas às 09h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

60 anni

O trauma com a derrota na final da Copa deve ter sido enorme. A Ferrari preferiu não fazer nenhuma referência a 1970. Entramos na década, portanto, já em 1971.

 

Abaixo, a 365 GT4 BB, lançada no Salão de Turim daquele ano, primeiro modelo da fábrica com motor traseiro, 12 cilindros, GT.

Escrito por Fábio Seixas às 09h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Youtube (hilário) do dia

Para quem ainda não viu, a festa de Rossi após a vitória em Jerez.
 
Sensacional! Feliz do esporte que tem personagens competentes e divertidos como ele.
 
Bem, pensando bem, acho que nenhum outro tem. Rossi é único.
 

Escrito por Fábio Seixas às 20h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Olha o adesivo de graça!

O sempre-alerta William Takahashi manda avisar que a Shell voltou a distribuir adesivos da Ferrari no seu site.
 
O envio, por correio, é gratuito. Basta um cadastro rápido. Enfim, é uma moleza. Mas corram. Essas promoções não costumar durar muito tempo.

Escrito por Fábio Seixas às 15h38

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fim de semana de passeios

Em Interlagos, domínio de Clemente Faria Jr. no fim de semana.
 
O mineiro, em sua segunda temporada completa na F-3 sul-americana-que-só-tem-piloto-brasileiro, liderou todos os treinos livres, obteve as duas poles e venceu as provas da rodada de abertura da temporada.
 
Após perder a ponta para Fernando Galera na corrida de sábado, Clemente reconquistou a liderança com uma ultrapassagem na sexta volta e venceu com 8s488 de folga. Na corrida de hoje, impôs absurdos 26s535 sobre o mesmo Galera.
 
Em pseudo-Jacarepaguá, as vitórias na abertura da Porsche GT3 Cup ficaram com Constantino Júnior e Luiz Otávio Paternostro, mas o líder do campeonato é, acreditem, Otávio Mesquita _quinto em uma corrida e segundo na outra.
 
As provas por lá, parece, foram mais acirradas.
 
Ainda bem. Depois da F-3, da IRL e da MotoGP, cheguei a imaginar que este fim de semana havia sido apenas de passeios à moda Schumacher.
 
                                                                            Vinicius Nunes/Divulgação Porsche GT3 Cup
Paternostro (carro 25) e Constantino (00) lideram pelotão no Rio  

Escrito por Fábio Seixas às 12h34

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Rossi, de volta ao seu habitat

Valentino Rossi acabou com a festa dos espanhóis em Jerez. O "Doutor" agiu rápido. E foi cruel.

Saindo em segundo no grid, ultrapassou o local Dani Pedrosa ainda na primeira volta. Simples assim. Selou ali sua primeira vitória desde o último GP da Malásia, em setembro do ano passado.
 
Em nenhum momento foi ameaçado. Assim como Pedrosa não foi ameaçado por Colin Edwards, que não foi ameaçado por Toni Elias, o quarto.

Elias, sim, teve com o que se preocupar. A disputa no seu pelotão foi intensa, com as participações especiais de Casey Stoner, Carlos Checa e Nick Hayden.
 
Alexandre Barros teve mais um fim de semana apagado e terminou em 11º.
 
Rossi já é o líder do campeonato, com 45 pontos, nove a mais do que Stoner. Liderança que não vai deixar mais, tenho a leve impressão.

Escrito por Fábio Seixas às 12h08

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Desrespeito

Não vi a corrida da IRL em Homestead, confesso. Enquanto Wheldons, Hornishs e quetais queimavam etanol na periferia de Miami, eu tentava assistir ao show de Roger Waters no Morumbi.
 
Fui ao mesmo show no ano passado, em Magny-Cours. A diferença foi gritante. Não no repertório, não na genialidade de Waters e da produção. Falo de organização. Ou da falta dela.
 
Organização que coube à CIE Brasil, é o que informa o canhoto do ingresso de arquibancada laranja que restou no fundo do meu bolso. Ingresso que foi comprado há mais de um mês e que custou R$ 140. Valor alto para boa parte da população. Para mim, pelo menos, é.
 
Mas o que você ganha pagando caro? A possibilidade de, quem sabe, assitir ao show. Não a certeza.
 
Porque os lugares não são marcados. Porque ao longo da fila, que dava uma "volta olímpica" junto aos muros do Morumbi, não havia ninguém orientando o público. Porque no estádio, no acesso às arquibancadas, não havia um funcionário tentando dar fluxo aos fãs, que se acotovelavam, se agrediam, se xingavam, que passavam mal.
 
Qual é a função de uma empresa que organiza show? Trazer a estrela e vender ingressos? Mais nada?
 
Magny-Cours, 14 de julho de 2006. De posse de ingresso para o mesmíssimo show de Roger Waters _anabolizado, até, pela presença de Nick Mason, outro Pink Floyd_ caminhamos até o palco montado nas cercanias do autódromo.

Entramos sem fila, sem empurra-empurra, não vimos um cambista oferecendo ingressos. Já dentro da área do show, comemos sanduíche, bebemos cerveja, conversamos. Ao som dos primeiros acordes, dirigimo-nos à arquibancada. Sentamos. Curtimos a música. Saímos maravilhados. Foi uma das melhores noites da minha vida.

A de ontem, uma noite ruim.
 
Não vi a IRL, por isso não vou comentar muito. Pelo que li por aí, parece ter sido um passeio da Ganassi, algo previsível após os últimos testes lá no oval.
 
Ah, sim. Soube que deixaram de mostrar as últimas voltas por conta de um concurso de miss, desrespeitando o interesse de quem ficou em casa em pleno sábado a noite para acompanhar a corrida _presume-se, inteira.
 
Desrespeito. A marca, a principal, deste país em que tentamos viver.

Escrito por Fábio Seixas às 11h55

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.