Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Sombra e água fresca

Se a F-1 pode tirar folga, eu também posso.

 

Parto para alguns dias de descanso. Volto na semana que vem.

 

Cuidem-se.

Escrito por Fábio Seixas às 09h15

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O filho do dono

Quer dizer que Marco tirou de Franchitti a liderança em Sonoma, a vitória e a liderança do campeonato? Tudo sob os olhares de Michael, seu pai, o dono da equipe de ambos?

 

Preciso ver o VT desta corrida...

 

Dixon, diga-se, venceu e é o novo líder da IRL.

Escrito por Fábio Seixas às 22h04

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Esforço de otimismo

Grande perdedor do GP da Turquia, Hamilton enxergou duas coisas que eu, sinceramente, não vi.

 

“Tive um pouco de azar, mas a equipe fez um ótimo trabalho. Foi uma pena, porque estávamos com um ritmo similar ao da Ferrari. De repente, vi uns pedaços de borracha voando e o pneu explodiu. Ainda bem que nada mais quebrou no carro e que consegui ir até os boxes. O único problema foi na asa dianteira, que ficou muito instável, o que não me permitiu chegar no BMW. Para o campeonato, não acho que foi um grande problema. Ainda tenho cinco pontos de vantagem, faltam cinco corridas, então não estou preocupado”.

 

Então, para ele, a McLaren estava no mesmo ritmo da Ferrari. E não há motivos de preocupação no campeonato.

 

Sei.

Escrito por Fábio Seixas às 10h51

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Primeiros pitacos

Fim de semana da calor intenso, a segunda corrida da maioria dos motores e apenas um abandono, o de Webber. Lembra o primeiro ano da regra dos motores, quando todo mundo quebrava? É... Taí uma bela evolução;

 

Eles não subiram ao pódio, não ganharam troféus, mas merecem menções honrosas: Davidson, Heidfeld e Rosberg. Os três andaram muito, muito bem no fim de semana. Ficaram nas limitações dos carros;

 

Uma vaia para o desequilíbrio da McLaren, cujo sonho da vitória não chegou à primeira curva. Se Raikkonen não tivesse errado no treino classificatório, a dobradinha ferrarista já estaria no grid. De pneus duros, uma tentativa de amenizar a situação, Hamilton e Alonso não foram sombra dos pilotos de provas passadas;

 

“Foi uma corrida cerebral, de concentração”, disse Massa, na entrevista coletiva. Foi mesmo. Ponto pra ele, contra aqueles que o consideram um piloto agressivo e mais nada;

 

Não vou comentar mais nada sobre a Honda. Não merece;

 

Corrida não tão chata quanto a de Budapeste. Mas ainda assim chata.

Escrito por Fábio Seixas às 10h32

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Massa vence e incendeia o Mundial

Resistência. A chave para a vitória de Massa em Istambul.

 

Porque, num piscar de olhos, Raikkonen passou Hamilton na largada. E partiu para cima do brasileiro.

 

No primeiro trecho da prova, o finlandês acelerou forte, pressionou, pressionou, pressionou. Não passou.

 

No trecho seguinte, até o segundo pit stop, o finlandês pressionou ainda mais, chegou a ameaçar uma ultrapassagem. Incomodou, enfim, tentando de todos os jeitos induzir o companheiro ao erro. Não conseguiu.

 

E, com refresco só nas últimas voltas, Massa conquistou a quinta vitória da carreira, a terceira na temporada, a segunda em solo turco.

 

A McLaren fez uma corrida apagada, apagada. Hamilton estava conformado com o terceiro lugar, até que um pneu dechapado o jogou para quinto. Alonso estava conformado com o quarto, até o terceiro caiu no colo.

 

Para o campeonato, foi ótimo. Faltando cinco etapas, 16 pontos dividem o líder, Hamilton, do quarto colocado, Raikkonen. Voltou a pegar fogo.

 

E vem aí Monza, a casa da Ferrari. Será que dá? Se, em Monza, a Ferrari repetir o que fez neste fim de semana, sim, vai dar. E tem tudo para isso.

 

(Ninguém vai falar nada sobre meu palpite pré-GP?)

Escrito por Fábio Seixas às 09h40

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O último palpite

Vamos lá, aquele post que todo mundo adora usar para me achincalhar caso o resultado do GP seja outro: Massa vence, com Raikkonen em segundo e Alonso em terceiro.

 

E tenho dito!

Escrito por Fábio Seixas às 07h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais lama

“A lama da Honda parece não ter fim”, escrevi ontem.

 

Agora, a notícia de que Barrichello também trocou de motor em Istambul e vai largar na última fila, juntinho de Button.

 

Tirem o verbo “parecer” da frase, por favor.

Escrito por Fábio Seixas às 07h12

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Na madrugada, Glock

Na GP2, Glock venceu, Xandinho foi segundo, Bruno ficou em sexto e Di Grassi, punido com um drive through, não pontuou.

 

Com o resultado, o alemão reassumiu a liderança, dois pontos de vantagem.

 

O fim deste campeonato vai ser interessante...

Escrito por Fábio Seixas às 07h09

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.