Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

E em Interlagos...

Não, não fui a Interlagos.

 

Junte um expediente que invadiu a madrugada com um fim de semana de plantão no jonal com uma família prestes a aumentar e voilà, deixemos para 2008.

 

Mas vi a largada das Mil Milhas pela TV e o azar de Lamy, o pole, que teve problemas na embreagem do fantástico Peugeot 908 na volta de apresentação e acabou largando em último.

 

Enfim, ele saiu babando. E carro bom saindo do fundão é sempre bacana de ver. As imagens da câmera on-board do português nas primeiras voltas foram sensacionais.

 

Como disse o Beto Manzini, na ESPN Brasil, era como um motoqueiro no meio do congestionamento da 23 de Maio, às 18h. Passava todo mundo com a maior facilidade, parecia que todos os outros estavam parados.

 

O público, fraco na largada, desapareceu agora, fim de tarde, início de noite. “Só sobraram uns guerreiros”, conta um amigo que está por lá.

 

Na última hora, dobradinha da Peugeot, com Minassian e Gene em primeiro, seguido pelo carro de Lamy e Sarrazin.

Escrito por Fábio Seixas às 18h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Festa no andar de baixo

Liuzzi, Klien, Sutil, Van der Garde e Rodriguez iniciarão os testes com a Force India, semana que vem.

 

O mercadão do fundo do grid também promete ser agitado.

Escrito por Fábio Seixas às 18h17

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sem tempo a perder

"Ainda sou jovem, mas não quero perder tempo trabalhando como escudeiro."
 
De Heikki Kovalainen, sobre os rumores de que pode correr em 2008 ao lado de Alonso (na Renault) ou de Hamilton (na McLaren).
 
Ele só se livra se o espanhol for para a Red Bull. Mas é legal ouvir isso de um piloto de vez em quando.

Escrito por Fábio Seixas às 16h22

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Prazer, Mackeret

Nos últimos meses, nomes como Stepney e Coughlan deixaram o paddock para se tornarem conhecidos do grande público.
 
Agora é a hora de apresentar a vocês Phil Mackereth.
 
Quem?
 
Phil Mackeret. Apresentado a mim há instantes, no primeiro comunicado oficial da Renault sobre o novo caso de espionagem.

Ex-engenheiro da McLaren, Mackeret foi contratado pela Renault em setembro do ano passado. Segundo o comunicado, ele levou consigo, em "disquetes antigos, cópias de desenhos técnicos da McLaren e algumas páginas com dados técnicos".
 
Essas informações teriam sido baixadas no diretório pessoal do engenheiro na rede de computadores da Renault. "Isso foi feito sem o conhecimento de ninguém com autoridade na equipe", diz a nota.
 
De acordo com a Renault, assim que o fato tornou-se conhecido pela direção da equipe, cinco atitudes foram tomadas:
 
- As informações foram completamente apagadas do sistema e uma investigação formal foi iniciada;
- A McLaren e a FIA foram imediatamente informadas;
- Desde então, a Renault vem informando constantemente a McLaren e a FIA sobre os avanços da investigação;
- Mackeret foi imediatamente suspenso de suas funções;
- Os disquetes foram confiscados e enviados aos advogados da Renault para que retornassem à McLaren.
 
A Renault diz ainda que a investigação interna mostrou que Mackeret passou informações da McLaren a alguns engenheiros da equipe, na forma de desenhos técnicos em escalas reduzidas. Os desenhos seriam do layout interno do tanque, da embreagem, de um amortecedor de massa e de um amortecedor da suspensão.
 
A equipe destaca, em negrito, que os engenheiros testemunharam e categoricamente negaram terem usado essas informações no carro da Renault.
 
Segue-se todo aquele tradicional blablablá sobre a intenção de cooperar com a FIA, etc e tal.
 
Acabei de ler e fiquei com a impressão de que a Renault se enrolou mais ainda.

Escrito por Fábio Seixas às 13h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cenas de um GP

Marcelo Perecin, de Ribeirão Preto, assistiu à corrida no Setor A e mandou a foto abaixo.
 
Na descrição dele, "um torcedor criativo fugindo do sol do domingo".
 

Escrito por Fábio Seixas às 12h43

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sexta, coluna

Sexta, coluna

“O segundo escândalo de espionagem é muito mais sério que o primeiro justamente por ser o segundo. Um caso é um caso, existe sempre aquele argumento do "caso isolado". O segundo já joga isso por terra e começa a lançar no ambiente odores malcheirosos de generalização, de vulgarização, de esculhambação.”

 

Um trecho da coluna de hoje na Folha, aqui, para assinante do jornal e do UOL.

Escrito por Fábio Seixas às 09h44

Comentários () | Enviar por e-mail | Colunas na Folha | PermalinkPermalink #

Peugeot na frente

Na categoria LMP1 em Interlagos, pole da dupla Lamy/Sarrazin, com 1min18s787. Minassian e Gené, com o outro Peugeot 908, ficaram em segundo, a 0s190.
 
Na LMP2, o melhor tempo foi do trio Barazi/Vergers/Ojjeh (Karim, irmão de Mansour), 1min23s449. O carro, o Zytek 07S.
 
O Corvette de Gavin/Goueslard/Beretta largará na frente na classe LMGT1: 1min29s296. Na LMGT2, o trio Ehret/Nielsen/Werner conseguiu 1min33s017 com um Porsche 997.
 
Mas vamos às fotos, que é disso que o povo gosta...
                                                                                                                          Jorge Sá/Local
O Zytek 07S, melhor tempo hoje na LMP2
                                                                                                                  Pedro Bicudo/Local
Ferraris e Porsches da LMGT2 no pit lane de Interlagos

Escrito por Fábio Seixas às 18h10

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Proibido para caminhão

A organização do GP Brasil reuniu-se hoje com jornalistas e distribuiu a todos a cartilha de manutenção do novo asfalto de Interlagos.

Segundo Tamas Rohonyi, promotor da corrida, o texto será repassado à Prefeitura de São Paulo e transformado em decreto.
 
Na página 5 da cartilha, começa o capítulo "Dimensionamento, conservação e durabilidade". Que estipula que o autódromo não poderá ser usado para competições com veículos que excedam 1.400 kg.
 
Na íntegra: "O pavimento do Autódromo Municipal José Carlos Pace foi dimensionado para ser utilizado exclusivamente por veículos de competição e/ou especialmente adaptados durante as atividades desportivas correspondentes às categorias homologadas pela FIA e pela CBA cujo peso total não exceda a 1.400 kg e com velocidade máxima de 350 km/h".
 
O peso mínimo de um Fórmula Truck é 3.700 kg.
 
Ufa, até que enfim!

Escrito por Fábio Seixas às 17h03

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Telefone sem fio

A Renault é acusada de espionar a McLaren, que comprovadamente tinha informações confidenciais e estratégicas da Ferrari.
 
Se a equipe de Briatore for considerada culpada, a julgar pelo desempenho neste ano, a conclusão é uma só: muita coisa se perdeu pelo caminho.

Escrito por Fábio Seixas às 12h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Originais do paddock

Um versinho veio à minha cabeça após ler o comunicado da FIA e lembrar do ambiente do paddock da F-1.
 
"Se gritar pega ladrão,
Não fica um, meu irmão".

Escrito por Fábio Seixas às 11h52

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais espionagem?

Buemba, buemba, diria o Zé Simão.
 
Depois da McLaren, agora é a Renault que está na mira do Conselho Mundial da FIA. O motivo, o mesmo: espionagem.
 
A equipe foi convocada a comparecer à próxima audiência do órgão, no dia 6 de dezembro. A Renault, diz o comunicado da FIA, terá de responder a acusações de possuir documentos confidenciais da McLaren desde setembro do ano passado.
 
Esses documentos incluiriam desenhos e medidas dos modelos 2006 e 2007 da McLaren, com detalhes dos sistemas de abastecimento, hidráulico e de suspensão, montagem do câmbio, refrigeração de óleo.
 
Vai feder, pode apostar. E vai adiar a decisão de Alonso. Ou você acha que ele vai fechar, agora, com uma equipe ameaçada de sanção na próxima temporada?

Escrito por Fábio Seixas às 11h41

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Asas à imaginação

Um dia depois de quase assinar com a Renault, Luis Garcia Abad, empresário de Alonso, reuniu-se ontem em Madri com representantes da Red Bull, relata o diário “As”.

 

Representantes importantes, eu diria: Dietrich Mateschitz, dono da empresa, e Gerhard Berger, chefe da Toro Rosso e espécie de conselheiro do compatriota para assuntos ligados à F-1.

 

Não, não sabemos o que foi dito. Então vamos brincar de boato. O do momento é o seguinte: para abrir vaga para Alonso na Red Bull, Bourdais ficaria mais um ano nos EUA e Coulthard seria mandado para a Toro Rosso para ajudar no desenvolvimento do carro e na formação de Vettel.

 

Meu palpite? Acho que a Renault continua com mais chances. Mas se isso tudo acontecer, por favor, esqueçam dessa história de Coulthard e Vettel. Não vamos estragar o menino...

Escrito por Fábio Seixas às 09h08

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Enquanto isso, na pista...

A moçada está pedindo fotos das Mil Milhas.

Então lá vai. Seguem quatro imagens desta quarta-feira em Interlagos...
 
Na seqüência, um Peugeot, o Pescarolo, um Porsche e o protótipo Radical RS9, da mítica Embassy Racing.
                                                                                                                  Pedro Bicudo/Local
                                                                                                                          Jorge Sá/Local
                                                                                                                         Jorge Sá/Local
                                                                                                                  Pedro Bicudo/Local

Escrito por Fábio Seixas às 21h41

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Barbeiragem das Mil Milhas

Sérgio Teodoro mora em Tatuí, nunca foi a Interlagos e gostaria de saber onde ficam os setores B, C e M das arquibancadas.
 
A pergunta é mais interessante do que parece. Porque o site das Mil Milhas não mostra. E o site da Ingresso.com, empresa responsável pela venda das entradas, também não tem um mapinha da pista.
 
Mas há um problema ainda pior: os preços da venda na internet, serviço indicado pela organização da corrida, diferem dos preços divulgados pela mesma organização da corrida.
 
"Os ingressos estão à disposição através do site oficial (www.milmilhasbrasil.com.br). Os preços variam entre R$ 60,00 (meia-entrada) e R$ 240,00, sendo que até sexta-feira será cobrada meia-entrada na entrega de 1 quilo de alimento não perecível",diz a organização das Mil Milhas.
 
Essas informações estão no site da corrida. Veja abaixo:
 
 
Ok. Daí, você clica no link para comprar ingresso. Vai parar no Ingresso.com. E essas opções simplesmente não existem. Os ingressos nos setores B, C e M estão a R$ 300 (ou R$ 150 na versão meia-entrada). Para o setor A, os preços são R$ 150 e R$ 75. Veja aí:
 
 
Decidi prosseguir com a compra. E então, algumas telas à frente, descobri que há uma cobrança pelo serviço da venda na internet. Se você compra uma meia-entrada do setor B, por exemplo, a taxa é de R$ 30. Se você compra a entrada inteira do mesmo setor, a taxa é de R$ 60. Ué, o serviço não é o mesmo?
 
Ou seja, os ingressos não custam R$ 240 e R$ 120. Custam, na verdade, R$ 300 e R$ 150. Ou R$ 150 e R$ 75, com 1 kg de alimento. É isso que sai do bolso.
 
São estes os preços pagos pelo torcedor que usa a internet, não interessa o que está embutido, se é ISS, se são taxas, se é a conveniência da venda pela rede.
 
Será que algum dia vou escrever aqui elogiando o tratamento ao público em algum evento em autódromo brasileiro?
 
Em tempo, Sérgio, os setores B, C e M ficam na frente dos boxes e são cobertos. O setor A fica diante do grid e é descoberto.

Escrito por Fábio Seixas às 19h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Peugeot na frente

O Peugeot 908 da dupla Gené/Minassian cravou 1m21s787 hoje em Interlagos, batendo o recorde das Mil Milhas do ano passado e ficando atrás apenas da F-1.
 
Neste mesmo asfalto, semanas atrás, Massa conquistou a pole para o GP Brasil em 1min11s931. O último do grid, Yamamoto, fez 1min15s487. Ficar só 6s3 de um F-1 parece-me bem bom.
 
Outra comparação: o recorde da Stock em Interlagos é 1min39s913, cravado por Thiago Camilo, em 2004.

Escrito por Fábio Seixas às 18h21

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Programão em Interlagos

Começaram hoje, em Interlagos, os treinos para as Mil Milhas.
 
É um belo programa para quem gosta desse troço chamado automobilismo.
 
Os principais carros, com potência de 760 cavalos, formam a categoria LPM1. E as jóias do grid são os dois Peugeot 908 (Nicolas Minassian/Marc Gené e Stéphane Sarrazin/Pedro Lamy) e o Pescarolo Judd do trio Emmanuel Collard/Jean-Christophe Boullion/Harold Primat, todos na briga pelo título.
                                                                                                                              Divulgação
O Peugeot 908 que corre em Interlagos neste fim de semana
 
Nas outras categorias, há Ferraris, Aston Martins, Porsches, Saleens...
 
A prova de Interlagos fechará a Le Mans Series, campeonato de seis corridas em pistas importantes, históricas. Antes de chegar a São Paulo, essa turma correu em Monza, Valência, Nurburgring, Spa e Silverstone.

Os ingressos estão à venda no site oficial do evento e até sexta-feira será cobrada meia-entrada para quem se comprometer a levar ao autódromo 1kg de alimento não-perecível. Três dos setores, B, C e M, dão a possibilidade de visitação aos boxes no sábado pela manhã.
 
Eu vou.
 
Segue a programação.
 
Quinta-feira
10h30-12h: treino livre
15h40-16h: treino classificatório, LMP1 e LMP2
16h10-16h30: treino classificatório, LMGT1 e LMGT2

Sábado
9h-9h20: warm-up
9h45-10h30: visitação aos boxes e sessão de autógrafos
10h35-11h10: apresentação dos pilotos
11h25-11h45: abertura dos boxes
12h: largada para 374 voltas

Escrito por Fábio Seixas às 17h23

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bom para todos

“Se eu fosse Fernando, voltaria para a Renault, mas com uma cláusula para deixar o time dependendo do desempenho no Mundial do ano que vem.”

 

Giancarlo Minardi, primeiro chefe do espanhol na F-1, dando o caminho das pedras. Uma cuidadosa cláusula de performance. É nisso que Alonso, seu empresário e toda a cúpula da Renault devem estar pensando agora.

Escrito por Fábio Seixas às 09h06

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Alonso e Renault, quase lá

Chegam notícias da Europa de que Alonso e Renault estariam a horas de um acordo.

 

As duas partes teriam batido o martelo quanto à duração do contrato.

 

Segundo o “Guardian”, as assinaturas quase foram colocadas no papel ontem à noite. Briatore teria conseguido levantar dinheiro suficiente com patrocinadores para convencer o espanhol a ficar na equipe por dois anos.

 

Ainda segundo o jornal inglês, o companheiro de Alonso será Nelsinho. E será mesmo. O brasileiro correrá na equipe, seja qual for o outro piloto, isso já estava claro desde Interlagos.

 

Caso o negócio com o espanhol seja fechado, Kovalainen seria liberado para assinar com outra equipe. McLaren? Sim, é a hipótese mais plausível.

 

Fiquemos de plantão, pois.

Escrito por Fábio Seixas às 08h59

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O sonho de Nakajima

A Williams confirmou Rosberg e anunciou Nakajima para 2008, informação já publicada aqui na segunda-feira.

 

“Quero ser o melhor piloto japonês da história da F-1. Sei que, para isso, vou ter de trabalhar muito duro. Mas é meu objetivo a partir do ano que vem”, disse o filho de Satoru.

 

O que será que os mecânicos da Williams acham disso?

Escrito por Fábio Seixas às 08h44

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O teste de Schumacher

Engraçado esse anúncio de que Schumacher vai testar pela Ferrari em Barcelona na semana que vem.


Engraçado porque o teste vai fazer a festa da central de boatos da F-1 nesse período.

 

E sobre a declaração da assessoria ferrarista, de que “é metade por prazer e metade por razões técnicas”, acredito mais na primeira metade.

Escrito por Fábio Seixas às 17h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pit Stop apertado

Dia corrido. Pela manhã, renovação da carteira de motorista. Alguns lances engraçados, outros nem tanto. Depois conto aqui.

 

À tarde, Pit Stop e algumas burocracias pessoais.

 

Bom, aqui está o programa. Alonso, Schumacher, Hamilton, Stoner, Rossi, Barros. Todos são personagens da edição desta semana.

Escrito por Fábio Seixas às 17h23

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Réquiem

Recebo comunicado da moribunda Champ Car sobre a temporada de 2008.
 
Só o fato de uma categoria americana não carregar nenhum patrocinador (ou dois ou três ou quatro) junto ao seu nome oficial já explica boa parte do "moribunda". Isso pra não falar dos pilotos que correm por lá...

Aliás, será que Paul Tracy continua?
 
Bom, avisa o comunicado que o campeonato terá 14 etapas. Saem Las Vegas e San Jose. Entram Laguna Seca e Jerez, a grande novidade.
 
Fantástico é o nome da F-Atlantic. Que, pelo mesmo raciocínio anterior, deve estar bem das pernas: Cooper Tires Presents The Champ Car Atlantic Championship Powered by Mazda.

Escrito por Fábio Seixas às 18h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Post auto-explicativo

São Paulo, 02 de Novembro de 2007.

 

À

Federação de Automobilismo de São Paulo

At. Sr Rubens Carpinelli – Presidente

 

Prezados Senhores,

 

Informamos que está proibida a utilização de cimento ou de seus derivados, em caso de derramamento de óleo na pista.

 

Somente deverá ser utilizado absorvedor natural de hidrocarbonetos e compostos orgânicos, do tipo “Peat Sorb” ou similares.

 

Após a realização do evento, e em havendo derramamento de óleo, o local deverá ser lavado com água e detergente neutro.

 

O organizador de evento que proceder diferente do exposto acima ficará impedido de realizar eventos de pista por um prazo de 6 (seis) meses.

 

Tal orientação vem atender a uma ordem da Prefeitura da Cidade de São Paulo e da São Paulo Turismo.

 

Atenciosamente,

Roberto Henrique de Seixas Corrêa, Diretor Técnico

Francisco Rosa, Gestor do Autódromo de Interlagos

                                                                                       

C/C:       Prefeito Giberto Kassab

             Caio Luis de Carvalho – Presidente da São Paulo Turismo

             Felipe Anderry – Diretor de Infra Estrutura da São Paulo Turismo

             Automóvel Clube do Estado de SP – ACESP    

             Piratininga Esporte Motor Clube – PEMC

             Paulistano Motor Clube – PMC

             Automóvel Clube Paulista – ACP

             Clube Motor Race – CMR

             Automóvel Clube da Lapa – ACL

             Clube de Pilotagem Automobilistica – CPA

             Interlagos Motor Clube – IMC

             Rallye Motor Clube – RMC

             Auto Cross Clube – ACC

             Clube Granja Viana – CGV

             Bauru Motor Clube – BMC

             Clube de Caraguatatuba – KRTMC

             Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo - ECPA

Escrito por Fábio Seixas às 16h09

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cenas de um GP

A foto que levou o "Cenas de um GP" de hoje é do Alexandre Camargo.

"Segue a arquibancada VIP", escreveu, dizendo que é amigo do Jejão, grande colega dos tempos de colégio Etapa.

Valeu, Alexandre. Quando encontrar o Jé, diga que a família vai crescer e que vou precisar de novos carregamentos de mortadela.

Escrito por Fábio Seixas às 15h34

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Assim sim

Segue e-mail que recebi do internauta Rubem Ferresi:

Sou comissário de pista em Interlagos e acompanho constantemente o seu blog. Li o seu post no dia 01/11/2007 e somente hoje o do dia 02/11/2007. Como estava no autódromo neste final de semana, participando do Campeonato Paulista de Automobilismo, informo que surtiu efeito o seu comentário: não foi utilizado em nenhum momento cimento na pista (apesar da chuva nos sábado e no domingo, em alguns períodos a pista estava seca). Aliás, cimento está terminantemente proibido na pista! Por orientação da FASP e CBA (o diretor de provas neste final de semana era o Sr. Carlos Montagner) e da Prefeitura, foi utilizado "um detergente" especial. Não mencionaram o nome, mas deve ser esse "Pow".

Duas conclusões: 1) Aparentemente, aprenderam a lição; 2) A existência do produto correto para absorver óleo e combustível, o "Pow", não era um grande mistério para a Fasp.

Escrito por Fábio Seixas às 13h53

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A foto

A foto

A foto do fim de semana não poderia ser outra.

Zanardi, que já nos deu esta lição, volta a atacar, cruzando mais uma linha de chegada na sua história tão admirável.

A autora do clique, Kathy Willens, da Associated Press.

Escrito por Fábio Seixas às 11h51

Comentários () | Enviar por e-mail | A foto | PermalinkPermalink #

A lição da maratona

Kovalainen completou a Maratona de Nova York, ontem, em 3h36min56s.

 

Uma boa marca. O vencedor, o queniano Martin Lel, cravou 2h09min04s.

 

Mas, quando li a notícia, não pensei em Kovalainen. Pensei nos pilotos das antigas, e em como as coisas mudam.

 

Alguém consegue imaginar Mansell, Keke, Hunt ou Andretti correndo 42 km?

 

Aos puritanos, calma: não estou dizendo que agora é melhor ou pior. Mas, sim, que a participação de pilotos em maratonas, hoje, escancara ainda mais como a F-1 é feita de épocas diferentes. Bem diferentes. E exemplos como esse precisam ser lembrados quando se cai na arriscada tarefa de comparar pilotos e carros de eras distintas da categoria.

 

Em tempo, Zanardi também competiu. Sim, Zanardi, aquele que perdeu as pernas num acidente terrível em 2001 e que vira-e-mexe nos surpreende. Fui pesquisar no site do evento. O italiano, participante W386, disputou os 42,195 km com uma cadeira de rodas especial para competições. Fechou em 1h33min17s.

Escrito por Fábio Seixas às 09h28

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Williams fechada

Uma porta, pequena é verdade, já se fechou no jogo de adivinhações sobre o futuro de Alonso.

 

A porta da Williams.

 

O primeiro piloto da equipe será Rosberg, o que encerra também uma possibilidade nas apostas sobre o companheiro de Hamilton.

 

Se havia alguma dúvida sobre a permanência do filho de Keke, foi enterrada na entrevista de Patrick Head publicada ontem pelo “Mail on Sunday”. O alemão tem mais um ano de contrato barato com a Williams. E, para 2009, a opção de renovação é da equipe. Ou seja, não sai mesmo.

 

Na mesma entrevista, Head disse acreditar que Dennis estaria pensando em Schumacher. Não no caçula, que já se ofereceu e já foi descartado. Mas no velho e bom Schumacher. Bom, Dennis pode até ter pensado nessa possibilidade. Acho que todo chefe de equipe já pensou. A chance de algo assim acontecer? Zero.

 

Mas voltando à Williams... O segundo piloto será Nakajima, obra da Toyota.

Escrito por Fábio Seixas às 08h49

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O olhar de Rossi

Faltavam oito voltas para o fim da corrida em Valência quando uma câmera flagrou Rossi, no fundo dos boxes, roendo as unhas, olhar perdido, a cara mais desanimada do mundo.

 

Foi o retrato desta temporada para o italiano. Começou megafavorito, terminou com fraturas na mão direita, abandonando a última corrida do campeonato, fechando o Mundial em terceiro.

 

Não que a melancolia de Rossi manche ou abale ou minimize o heroísmo de Stoner. Nada disso, não mesmo. De piloto desastrado no passado, o australiano colocou a cabeça no lugar e protagonizou uma das grandes zebras deste 2007 tão surpreendente no esporte a motor. Parabéns para ele.

 

Mas Rossi é Rossi. Quem acompanha sua carreira, quem sabe o que ele representa para o motociclismo, não consegue ficar impassível diante de uma derrota tão doída, depois de um tombo tão do alto. Enfim, Rossi é um mito do esporte, Stoner ainda não. Normal que o italiano, neste fim de temporada para cumprir tabela, atraia mais as atenções.

 

A vitória foi de Pedrosa, que, assim, tornou-se vice-campeão. Um apagado Stoner foi segundo, com Hopkins em terceiro. Barros foi o sétimo, no que deve ter sido sua despedida da categoria _terminou em décimo no campeonato, com 115 pontos.

 

O australiano fechou o ano com 367 pontos, seguido por Pedrosa, com 242. Rossi ficou com 241 pontos.

 

Quem diria? Eu não.

 

Nem Rossi, as imagens deixaram isso claro.

Escrito por Fábio Seixas às 10h56

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.