Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Mudança de canal

Uma correção: a Bandeirantes não vai transmitir a prova da Indy, hoje. No horário, exibirá o Festival de Parintins.

 

A corrida será transmitida a partir das 21h pelo Bandsports e pela PlayTv.

Escrito por Fábio Seixas às 17h49

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sobe e desce

A prova da MotoGP não foi das mais emocionantes, Stoner dominou e levou, como esperado. Mas, para a disputa do título, significou bastante.

 

Porque Pedrosa, segundo em Assen, é o novo líder, com quatro pontos de vantagem sobre Rossi, que errou na primeira volta e cruzou apenas em 11º.

 

É, o campeonato está ficando bom...

Escrito por Fábio Seixas às 17h46

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sábado, sol, Paulaner, coluna

Sábado, sol, Paulaner, coluna

“Até onde a pesquisa alcançou, a melhor dica de Moss sobre o tema foi dada em 1989, em uma entrevista à antiga ‘Grand Prix Racing’. Não, ele não fala diretamente sobre as derrotas, mas deixa escapar que, nos seus anos de F-1, preocupava-se mais com os outros do que consigo.”

 

A liderança de Massa, com uma dica de Moss para que o brasileiro não a perca, é o tema da coluna desta semana.

 

O texto está aqui, para assinante da Folha e do UOL.

Escrito por Fábio Seixas às 17h36

Comentários () | Enviar por e-mail | Colunas na Folha | PermalinkPermalink #

Kanaan, pole providencial

Kanaan é pole em Richmond, seguido por Marco.
 
Dixon sai em quarto, atrás de Rahal.
 
O neozeolandês não vem andando bem nas últimas semanas.
 
É a hora de a turma que bate na trave ir à forra. E aí Kanaan, de novo, se deu bem: Wheldon sai em sexto, e Castro Neves é só o 18º no grid.
 
A largada acontece às 21h deste sábado, com TV Bandeirantes.

Escrito por Fábio Seixas às 23h41

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Stoner, de novo

O treino da MotoGP foi de arrepiar.

Stoner dominou toda a sessão, foi superado por Rossi nos instantes finais, mas colocou 0s139 sobre o italiano na última volta.
 
E ainda esnobou. Disse que, não fosse o vento, teria sido ainda mais rápido.

A corrida acontece amanhã (pois é, sábado...) a partir das 9h, com Sportv.
                                                                                                         Olaf Kraak/France Presse
Stoner, a Ducati, e a mesma pergunta de ontem: renascidos das cinzas?

Escrito por Fábio Seixas às 14h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O piloto e a gasolina

Em tempo: o acordo da Petrobras com a Honda não prevê nenhuma ingerência na escolha dos pilotos da equipe.
 
Será bom para a empresa ter um piloto brasileiro no time? Sim.
 
A Petrobras pode exigir isso? Não.
 
Barrichello pode se dar bem com isso? Talvez. Caso acerte com a renovação com a Honda, no que eu acredito, ele certamente será usado pela Petrobras por aqui.
 
Mas nesse capítulo, o maior interesse da estatal é promover algum jovem piloto. O que tentou algumas vezes com a Williams (Max, Pizzonia, Sperafico), sem sucesso.

Escrito por Fábio Seixas às 12h37

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O vôo do periquito

O frentista de macacão amarelo vai mudar de boxes.
 
A partir de 2009, vai abastecer os carros da Honda. De quebra, a Petrobras também vai fornecer óleo lubrificante, um antigo projeto.
 
A notícia está no Tazio.

Escrito por Fábio Seixas às 08h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Corrida é no domingo

Pelo menos no Ibope, a Stock no sábado de manhã deixou a desejar.
 
A corrida em Santa Cruz do Sul deu menos pontos de audiência que a Xuxa e a Liga Mundial de vôlei, nos sábados anteriores. E, no confronto direto, perdeu para a Record.
 
Aos dados:
 
7.jun: Xuxa 8,6 x 7,4 Record
14.jun: Liga Mundial 8,3 x 6,1 Record
21.jun: Stock Car 7,4 x 8,7 Record

Escrito por Fábio Seixas às 16h21

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Do nada para o tudo

Em Assen, Stoner foi o mais rápido do dia, com 1min36s087, gigantesco 0s732 de vantagem para Rossi, o segundo colocado.
 
Curiosa essa transformação de Stoner a partir dos testes em Barcelona, no começo do mês. O autraliano e a Ducati acharam algo na moto e, a partir de então, voltou o brilho de 2007.
 
Ele venceu em Donington e hoje conseguiu uma folga respeitável para Rossi.

Será que o Mundial ficará mais empolgante do que a gente imaginava? A continuar assim, sim.
 
O acidente do dia foi de Capirossi. O italiano, que caiu em Donington e ficou fora do GP da Inglaterra, hoje caiu em Assen, machucou o braço direito, já sofreu uma pequena cirurgia e novamente não corre.
                                                                                                Peter Dejong/Associated Press
Stoner e a Ducati no segundo treino em Assen: renascidos das cinzas?

Escrito por Fábio Seixas às 15h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Silverstone, dia 3

Hamilton fechou a bateria de testes em Silverstone com o primeiro tempo.
 
O inglês completou 88 voltas nesta quinta-feira, com 0s645 de vantagem para Glock.
 
O alemão, aliás, foi o "gênio" do dia. Acertou Coulthard e depois disse que não viu.
 
Bom, como o alvo foi o Coulthard, vamos dar um desconto.

Aos tempos:
 
1º. Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1min19s170 (88 voltas)
2º. Timo Glock (ALE/Toyota), 1min19s815 (79)
3º. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min20s321 (60)
4º. Fernando Alonso (ESP/Renault), 1min20s862 (78)
5º. Nick Heidfeld (ALE/BMW), 1min21s011 (93)
6º. Kazuki Nakajima (JAP/Williams), 1min21s059 (70)
7º. Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min21s331 (71)
8º. Rubens Barrichello (BRA/Honda), 1min21s344(94)
9º. Sébastien Bourdais (FRA/Toro Rosso), 1min21s432 (76)
10º. David Coulthard (ESC/Red Bull), 1min22s232 (31)

Escrito por Fábio Seixas às 14h27

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A F-1 de Bernie e a GP2 de Max

Confesso que nunca entendi bem a razão do nome GP2.
 
Se a F-1 é F-1 e se existe uma F-3, porque não chamar a categoria intermediária de F-2?
 
Mas as coisas começaram a clarear há algumas semanas, quando Ecclestone veio com aquele velho papo de dissidência, de que montadoras descontentes com a permanência de Mosley poderiam lançar um novo campeonato já em 2009.
 
O papo é velho, o motivo era novo, mas o que me chamou a atenção foi o nome que ele lançou para o tal campeonato.
 
"Poderia chamar GP1 ou algo assim", disse.

Dado importante: Ecclestone é dono da GP2.
 
Daí, eis que hoje Mosley surge da reunião do Conselho Mundial, em Paris, anunciando o lançamento de uma nova categoria-escola, já a partir de 2009, com o nome de... F-2!
 
Tudo clareou. Ecclestone batizou a GP2 assim porque sempre teve em mente a GP1. E Mosley, diante da ameaça agora escancarada do colega/concorrente, quer criar a sua F-2.
 
É guerra.
 
O que é mais fácil? Ecclestone criar uma nova F-1 ou Mosley inventar a sua GP2? Em tese, a segunda opção. Mas Ecclestone não é um dos caras mais ricos do mundo à toa.
 
Essa história vai crescer muito. Podem esperar.

Escrito por Fábio Seixas às 23h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Silverstone, dia 2

No segundo dia de Silverstone, deu Kovalainen, com 0s376 para Trulli, o segundo colocado.
 
A notícia do dia, porém, foi Fisichella.
 
Ele estava testando uma nova carenagem sobre o motor, aparentemente na linha "bigorna" que virou moda, e pegou uma rajada de vento de Becketts e destruiu o carro no muro. Foi levado para o centro médico e está bem.
 
Nelsinho foi bem, Massa, não _o ferrarista testou novas soluções aerodinâmicas (reprovadas, pelo jeito) e amanhã será substituído por Raikkonen.
 
Aos tempos:
 
1º. Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), 1min20s015 (72 voltas)
2º. Jarno Trulli (ITA/Toyota), 1min20s391 (95)
3º. Nico Rosberg (ALE/Williams), 1min20s624 (74)
4º. Nelsinho Piquet (BRA/Renault), 1min20s787 (87)
5º. Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso), 1min20s795 (84)
6º. Robert Kubica (POL/BMW), 1min20s982 (67)
7º. Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min21s069 (69)
8º. Mark Webber (AUS/Red Bull), 1min21s170 (39)
9º. Jenson Button (ING/Honda), 1min21s445 (106)
10º. Giancarlo Fisichella (ITA/Force India), 1min21s583 (52)

Escrito por Fábio Seixas às 16h44

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marque na folhinha

Saiu o calendário provisório da F-1 para 2009.

 

Com 19 etapas _uma a mais que neste ano, igual a 2005_ e com Abu Dhabi fechando o campeonato.

 

Interlagos, assim, perde a honra que lhe coube em 2004, 2006, 2007 e 2008. É a força dos petrodólares. Ainda bem que temos a Bacia Tupi para tentar dar o troco...

 

Anote e não marque nada importante para esses dias...

 

29.mar: Austrália
5. abr: Malásia
19.abr: Bahrein
10.mai: Espanha
24.mai: Mônaco
7.jun: Canadá
21.jun: Inglaterra

28.jun: França
12.jul: Alemanha
26.jul: Hungria
9.ago: Turquia
23.ago: Europa (Valência)
6.set: Itália
13.set: Bélgica
27.set: Cingapura
11.out: Japão
18.out: China
1º. nov: Brasil
15.nov: Abu Dhabi

Escrito por Fábio Seixas às 09h43

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Silverstone, dia 1

Sim, isso já não é notícia nova, mas só agora consegui sentar diante do computador.
 
E tradições precisam ser mantidas. Como esta, do blog, de acompanhar os testes da F-1. 
 
Então seguem os tempos de hoje em Silverstone, abertura da preparação das equipes para a corrida do dia 6:
 
1º. Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min20s188 (71 voltas)
2º. Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), 1min20s477 (90)
3º. Robert Kubica (POL/BMW), 1min20s995 (82)
4º. Kamui Kobayashi (JAP/Toyota), 1min21s335 (82)
5º. Nico Rosberg (ALE/Williams), 1min21s410 (88)
6º. Mark Webber (AUS/Red Bull), 1min21s565 (94)
7º. Nelsinho Piquet (BRA/Renault), 1min21s797 (68)
8º. Jenson Button (ING/Honda), 1min22s081 (90)
9º. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India), 1min22s250 (108)
10º. Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso), 1min23s853 (10)
 
Massa foi o mais rápido, mas o dia não foi todo cor-de-rosa para ele. Uma falha mecânica deixou o brasileiro na pista quando faltava pouco tempo para o fim do dia.
 
(Olhando pelo lado positivo, Massa está num embalo tão bom que o carro só quebra em teste.)
 
De resto, pouco a destacar. Teste é teste, sabem como é.

Amanhã tem mais.

Escrito por Fábio Seixas às 22h22

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gil no Pit Stop

Gil no Pit Stop

O Pit Stop de hoje foi dos melhores, sem dúvida.
 
Gil de Ferran esteve na bancada, falou, falou muito, falou bem.
 
Para ele, Massa amadureceu muito neste ano e Nelsinho é bom de braço. Perguntei qual piloto da F-1 ele escolheria para sua equipe.
 
A resposta... Bom, você vai assistir, né?
 

Escrito por Fábio Seixas às 19h38

Comentários () | Enviar por e-mail | Pit Stop em vídeo | PermalinkPermalink #

Entrando nos boxes

Dia corrido, indo para o UOL.

Daqui a pouco, o Pit Stop com Gil de Ferran. As instruções  estão no post abaixo.
 
Até já.

Escrito por Fábio Seixas às 13h38

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pit Stop com Gil de Ferran

O Pit Stop de amanhã será bem especial.

Porque terá o já tradicional bate-papo com os internautas sobre o GP.
 
E porque terá ao nosso lado, na bancada, Gil de Ferran, um dos melhores (e mais bacanas) pilotos que conheci nesses anos todos.
 
O programa começa às 14h30 desta terça-feira. As instruções sobre como participar, mandando perguntas para o Gil e para o resto (eu, no caso), estão neste link.

Escrito por Fábio Seixas às 14h51

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pílulas do dia seguinte

"Senna e Piquet foram grandes nomes do automobilismo brasileiro. Eu sou pequenininho perto deles, espero um dia chegar um pouco mais perto." Para este blogueiro, é a frase do ano na F-1, até agora;
 
Barrichello se dizia um "brasileirinho". Entre uma declaração e outra, porém, um oceano de diferenças. A de Barrichello escancarava resignação. A de Massa mostra um piloto que evita comparações _um dos erros do antecessor, aliás;
 
análise que escrevi hoje na Folha termina assim: "Massa será campeão? A prudência diz que ainda faltam dez provas e que Raikkonen, excelente piloto, não está morto. O histórico recente crava que, se tudo continuar assim, será."
 
Mais até do que Massa, porém, acho que o piloto mais alegre da segunda-feira deve ser Nelsinho. Fez uma corrida consistente, não se abalou com pilotos mais fortes atrás e cometeu um único erro, aquele, na saída do pit lane _apertou o famoso botão do "neutro" na hora de desligar o limitador de velocidade. Foi a corrida mais importante de sua vida. Porque ganha fôlego _e tranqüilidade_ por mais algum tempo;
 
Mais uma vez, os jornais ingleses caíram de pau em Hamilton por seus erros. O "Daily Mail", por exemplo, diz que o piloto tem "mania de perseguição", porque reclamou da punição que levou por ter ultrapassado Vettel na chicane. Tem razão, o jornal;
 
A gente fala toda hora da BMW e esquece de outra equipe em franca ascensão. Com o sexto lugar de Webber, a Red Bull chegou à sua sétima corrida seguida na zona de pontos. Olha o Newey aí, gente;
 
Na Indy, deu Wheldon, na base da estratégia. Na MotoGP, Stoner, que dominou Donington. Na GP2, deu Pantano e Buemi num fim de semana cheio de quebras para Bruno, que caiu para segundo na tabela.

Escrito por Fábio Seixas às 14h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A foto

A foto

Desta vez, o número 1 mostrado por Massa tem significado todo especial. Por isso, é a foto do fim de semana.
 
 
O clique é de Guillaume Horcajuelo, da agência Efe.

Escrito por Fábio Seixas às 13h22

Comentários () | Enviar por e-mail | A foto | PermalinkPermalink #

Massa, vitória e liderança histórica!

Um brasileiro lidera o Mundial de F-1.
 
Trabalho há dez anos com esse negócio e taí uma frase que eu nunca havia escrito.
 
Um brasileiro lidera o Mundial de F-1.
 
Resultado da vitória de Massa em Magny-Cours e da má corrida de seus adversários diretos.
 
Raikkonen terminou em segundo, no sacrifício. Kubica foi apenas o quinto. Hamilton ficou em 11º.
 
Assim, Massa chegou a 48 pontos. Kubica foi a 46 e Raikkonen, a 43. Hamilton estacionou nos 38.
 
A corrida, como previsto, foi um passeio da Ferrari.
 
Raikkonen dominou todo o primeiro trecho da prova, mas então o escapamento soltou. Quê? Isso mesmo. Taí outra cena que eu nunca havia visto na F-1, um escapamento solto num GP.

O finlandês começou a perder rendimento, a despencar e, na 39ª volta, levou a ultrapassagem.
 
A partir daí, Massa não teve problemas. Nem com a chuvinha fina que caiu nas voltas finais do GP.
 
Pouco emocionante na ponta, a prova teve alguns lances bacanas lá atrás.
 
Como as lambanças de Hamilton (ele, de novo) na largada, uma delas lhe custando um drive through. Como Alonso duelando contra um carro desequilibrado. Como a bela corrida de Nelsinho, sétimo colocado, marcando seus primeiros ponto na F-1.
 
A liderança do campeonato não é coincidência. Massa é o piloto que mais cresce no campeonato, com o carro do momento.
 
E isso pode, sim, acabar em título mundial. Raikkonen não está morto, mas Massa está num embalo de dar gosto...
 
Mas cuidado com o ufanismo. Desde 1993, com Ayrton Senna, um brasileiro não liderava o Mundial, e já posso imaginar o que vem por aí.

Escrito por Fábio Seixas às 10h35

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O último palpite

Quase esqueci deste post...

Dá Massa, seguido por Raikkonen e Alonso.
 
Pronto, feita a aposta.

Escrito por Fábio Seixas às 09h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.