Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Correção de rota

A FIA retirou do Regulamento Esportivo da F-1 o artigo criado após a marmelada de Zeltweg e que proibia o jogo de equipe.

Muita gente já esperneia na linha do "liberaram geral".

Besteira.

O jogo de equipe nunca deixou de ser praticado. Muita gente fez nos últimos 8 anos. Apenas foram mais sutis do que a Ferrari em Hockenheim.

Em casos escandalosos, a FIA aplicará uma multa. Pronto.

O erro foi há 8 anos, quando criaram uma regra impossível de ser fiscalizada.

Escrito por Fábio Seixas às 13h59

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sexta, coluna

A F-1 vivia sua pré-história, e um dos maiores pilotos de todos os tempos ainda corria de motocicleta. Nos treinos para uma prova em Monza, Nuvolari sofreu um acidente e quebrou as duas pernas. Os médicos disseram que ele ficaria um mês fora de ação. No dia seguinte, para surpresa do público, ele surgiu no grid. Com as pernas engessadas e amarrado à moto. Venceu. Tornou-se mito do esporte.

A coluna de hoje fala sobre Webber e seu ombro quebrado. E faço um mea-culpa. A F-1 da grandes corporações e das cifras bilionárias nos tornou chatos demais.

A íntegra está aqui, para assinantes da Folha e do UOL.

Na Folha Digital, pág. D12.

Escrito por Fábio Seixas às 13h44

Comentários () | Enviar por e-mail | Colunas na Folha | PermalinkPermalink #

Qual é o plural de Lotus?

A montadora malaia Proton diz ser dona da marca Lotus, comprou as últimas ações da Renault na equipe francesa e anunciou hoje que o time se chamará Lotus Renault GP.
 
O carro terá essa cara...
 
 
O problema é que outro malaio, Tony Fernandes, alega ser o dono da marca. Negociada, diz, diretamente com David Hunt, irmão de James, antigo dono da preciosidade.
 
Seu time está inscrito junto à FIA como Lotus Racing.
 
Quatro Lotus no grid de Melbourne? Esqueça. Alguém vai ceder, claro. Ou Ecclestone vai "gentilmente" convencer alguém a desistir.

Escrito por Fábio Seixas às 15h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Piquet x Renault

Os Piquet venceram a Renault na ação por difamação que moviam por conta do Cingapuragate.
 
O time oficialmente pediu desculpas. E vai desembolsar, claro, uma belíssima grana.
 
Mas algo me diz que esse rolo ainda vai longe.

Escrito por Fábio Seixas às 18h44

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais uma lição

Um dia, há distantes três anos, postei aqui uma foto que é uma lição de vida.
 
Hoje, coloco esta...
 
 
O espírito é o mesmo: se a vida te dá limões, faça uma limonada.
 
Duas lições sobre como superar adversidades. Rir é sempre a melhor saída.

Escrito por Fábio Seixas às 18h32

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pit Stop #167

Christian Fittipaldi foi o entrevistado de hoje do Pit Stop.

Um comentarista de mão cheia, comprove...

Escrito por Fábio Seixas às 16h38

Comentários () | Enviar por e-mail | Pit Stop em vídeo | PermalinkPermalink #

Dodói

Eis que Webber revela em seu livro, lançado na semana passada, que disputou as quatro últimas etapas do ano com uma pequena fratura no ombro.
 
A lesão aconteceu num acidente de bicicleta (sim, outro) depois do GP de Cingapura.
 
Ele diz que não contou o caso nem para Horner. E que precisou tomar injeções de cortisona para aguentar correr em Suzuka e Yeongam.
 
Não avisar o chefe da equipe é de uma irresponsabilidade tremenda. Revelar agora resvala na burrice.
 
Imaginem se a Red Bull tivesse apostado as fichas no australiano e perdido o campeonato por conta de uma fratura secreta? Ele não arrumaria emprego nem no kart ucraniano.

Escrito por Fábio Seixas às 11h43

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Max

A Stock é cheia de defeitos, a maior parte deles por imaginar que é maior do que realmente é.
 
Carro com goteira é algo até fácil de entender porém complicado de engolir.
 
Mas sejamos justos: a última etapa do campeonato foi eletrizante. Pela quantidade de pilotos com chances de título, pela chuva em Curitiba, por ser em Curitiba.
 
E o título ficou em excelentes mãos. Max Wilson é um cara que já está há muito tempo no esporte, que bateu na trave da F-1, que deu uma guinada para o Turismo e fez uma carreira competente na forte V8 da Austrália.
 
Quando soube que ele havia decidido correr na Stock, eu tinha certeza de que o título viria. Só não sabia quando.
 
Foi logo no segundo ano, agora, em 2010.
 
Max comemora o título com a equipe (Duda Barrios)
 
Parabéns.

Escrito por Fábio Seixas às 11h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.