Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Sexta, coluna

Ganhou destaque na internet mundo afora e causou estranha estranheza declaração do baiano Razia para a Folha.com admitindo que pagou pela posição de piloto de testes da Lotus.
Estranha porque a estranheza ou é hipócrita ou revela falta de atenção com o que acontece há anos e que explodiu, talvez de maneira inédita, na intertemporada.
Tome a lista de inscritos para 2011. Pela primeira vez desde que este colunista se lembra, não há nenhum estreante que esteja ali principalmente pelo talento. Zero.

A coluna "Motor" voltou hoje à Folha.

A íntegra está aqui, para assinantes da Folha e do UOL.

Na Folha Digital, pág. D11.

Escrito por Fábio Seixas às 16h54

Comentários () | Enviar por e-mail | Colunas na Folha | PermalinkPermalink #

A nova McLaren

Passei a manhã e o começo da tarde desplugado. Ou quase. Porque, pelo celular, li avalanches de elogios ao visual da nova McLaren.
 
Cheguei ao jornal, busquei as fotos e... Não achei tudo isso.
 
Eis o MP4-26...
 
(Johannes Eisele/France Presse)
 
(Johannes Eisele/France Presse)
 
Sim, é um carro diferente. E, sim, o desenho das tomadas de ar laterais é inovador. E, sim, nunca tinha visto uma tomada extra de ar como aquela, logo atrás do santantônio.
 
Mas, por ora, não é o visual que vai mudar minha opinião, que vai colocar a McLaren já como a grande favorita a tudo.

Mantenho o que venho escrevendo e dizendo: acho que vai ficar novamente entre as três que duelaram no ano passado. Não é porque a McLaren fez um carro lindo que, de repente, os de Red Bull e Ferrari ficaram feios.
 
E carro bonito é o que vence, já dizia Enzo. Esperemos o Bahrein.

Escrito por Fábio Seixas às 16h17

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ah, a FIA...

E então, num belo dia, algum técnico da FIA acorda com uma ideia genial. "Vamos criar uma zona de ultrapassagens na F-1!"
 
Ahn?
 
É, isso mesmo. A explicação está aqui.
 
Fico com este trecho: "O piloto só poderia ativar a asa se estivesse a menos de um segundo do carro à frente na zona de frenagem da curva anterior à reta principal".
 
Deixa eu ver se entendi... A FIA cria uma sistema de asa traseira móvel para facilitar ultrapassagens. Daí, antes mesmo do primeiro GP, antes mesmo de a bagaça ser testada, cria uma regra cheia de detalhes para estragar a brincadeira.
 
O que esses caras têm na cabeça? Eu tenho uma opinião, mas vou me abster. Este é um blog de família.

Escrito por Fábio Seixas às 16h17

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Valência, dia 3

E terminou (já?) a primeira bateria de testes da pré-temporada.

Kubica cravou hoje 1min13s144, melhor marca do dia e dos três dias de testes em Valência.

De novo, nada muito representativo, é complicado pitacar em cima de carros tão diferentes e que não necessariamente seguem o regulamento.

A notícia, mesmo, foi a quebra de motor de Massa. Depois de apenas 12 voltas, a F150 do brasileiro sofreu um vazamento de óleo. Princípio de incêndio, carro parado na pista, treino paralisado. Xiiii...

Massa, nesta quinta, em Valência (Javier Soriano/France Presse) 

À tarde ele voltou à pista e completou mais 68 voltas.

Aos tempos:

1º. Robert Kubica (POL/Renault), 1min13s144 (95 voltas)
2º. Adrian Sutil (ALE/Force India), a 0s057 (117)
3º. Jenson Button (ING/McLaren), a 0s409 (105)
4º. Mark Webber (AUS/Red Bull), a 0s792 (105)
5º. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 0s873 (80)
6º. Timo Glock (ALE/Marussia Virgin), a 1s063 (114)
7º. Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 1s155 (101)
8º. Sergio Perez (MEX/Sauber), a 1s314 (103)
9º. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 1s393 (110)
10º. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso), a 1s657 (73)
11º. Narain Karthikeyan (IND/Hispania), a 3s391 (63)
12º. Jarno Trulli (ITA/Lotus), sem tempo

Agora, uma semana de intervalo até a volta dos testes. De 10 a 13 de fevereiro, a F-1 trabalha em Jerez.

Escrito por Fábio Seixas às 14h59

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Valência, dia 2

Alonso, nesta quarta, em Valência (Javier Soriano/France Presse)
 
Em Valência, hoje, estreias de Maldonado e do novo carro da Lotus.
 
E trabalho mais pesado. Três pilotos superaram a barreira das 100 voltas.
 
O melhor tempo ficou com Alonso, seguido por Vettel. Depois, Di Resta e Hamilton, ambos com carros híbridos.

Aos tempos:
 
1º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min13s307 (108 voltas)
2º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 0s307 (43)
3º. Paul di Resta (ESC/Force India), a 0s537 (111)
4º. Lewis Hamilton (ING/McLaren), a 1s046 (83)
5º. Robert Kubica (POL/Lotus Renault), a 1s105 (104)
6º. Narain Karthikeyan (IND/Hispania), a 1s165 (80)
7º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 1s338 (69)
8º. Timo Glock (ALE/Marussia Virgin), a 2s101 (34)
9º. Rubens Barrichello (BRA/Williams), a 2s716 (50)
10º. Sergio Perez (MEX/Sauber), a 2s891 (42)
11º. Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 2s952 (29)
12º. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso), a 3s052 (46)
13º. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), a 3s167 (17)
14º. Mark Webber (AUS/Red Bull), a 4s058 (17)
15º. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus), a 7s342 (15)

Escrito por Fábio Seixas às 16h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pit Stop #170

O Pit Stop voltou.

Com imagens de todos os carros lançados até agora e com a participação, direto de Valência, do Lucas Santochi, repórter do Tazio.
 
Lá vai...

Escrito por Fábio Seixas às 15h51

Comentários () | Enviar por e-mail | Pit Stop em vídeo | PermalinkPermalink #

Valência, dia 1

Com tanto carro sendo lançado, o primeiro dia de testes da pré-temporada foi praticamente de shake down.
 
Pilotos iam à pista, andavam poucas voltas, retornavam aos boxes, faziam ajustes, iam à pista de novo.
 
Enfim, um dia de busca por conhecimento, não por performance.
 
Force India, Hispania, Marussia Virgin (nome horrível) e McLaren usaram versões híbridas 2010/2011. A Lotus só trabalha a partir de amanhã.
 
Aos tempos:
 
1º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min13s789 (93 voltas)
2º. Nico Hulkenberg (ALE/Force India), a 0s169 (71)
3º. Gary Paffett (ING/McLaren), a 0s523 (91)
4º. Paul di Resta (ESC/Force India), a 0s692 (28)
5º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 0s784 (98)
6º. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), a 1s852 (68)
7º. Jerome D'Ambrosio (BEL/Marussia Virgin), a 2s234 (71)
8º. Vitaly Petrov (RUS/Lotus Renault), a 2s582 (28)
9º. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 2s681 (15)
10º. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), a 3s445 (20)
11º. Rubens Barrichello (BRA/Williams), a 3s566 (78)
12º. Narain Karthikeyan (IND/Hispania), a 4s251 (45)
13º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 6s161 (9)

Escrito por Fábio Seixas às 15h04

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Williams de 2011

O novo carro da Williams até tenta ser bacana.
 
Tem um desenho inovador no suporte da asa dianteira, carrega alguns detalhes ao longo da carenagem.
 
Mas a falta de patrocinadores denuncia que o ano vai ser difícil. Se os salários por lá já estavam atrasando, imagine com um carro limpo desse jeito...
 
Eis o FW33...
 
Barrichello, com o carro novo (Heino Kalis/Reuters)
 
Barrichello com o novo carro (Heino Kalis/Reuters)
 
Ufa. Lançamento, agora, só na sexta-feira. E da McLaren.

Escrito por Fábio Seixas às 14h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Toro Rosso de 2011

Diz a Toro Rosso que o STR6 é seu primeiro modelo desenhado e construído sem influência da equipe-mãe.
 
Duvido. Se a maioria das equipes copiou descaradamente o Red Bull de 2010 não seria a única detentora de todo o projeto que faria diferente.
 
E aqui estão as fotos do carro que não me deixam mentir...
 
(Javier Soriano/France Presse)
 
Alguersuari testa o carro (Jose Jordan/France Presse)
 
Os pilotos, os mesmos, Alguersuari e Buemi. O que esperar? De relevante, nada.
 
Taí uma equipe que só queima dinheiro. Tirou Vettel da BMW, lapidou o alemão e foi só. De resto, nunca justificou tanto investimento.
 
Inexplicável.

Escrito por Fábio Seixas às 14h20

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Red Bull de 2011

Confesso que minha impressão ao olhar o RB7 foi de desânimo.
 
Olhando assim, meio de longe, não dá para notar nada de muito diferente no novo modelo da Red Bull.
 
Mas é um carro que leva a grife de Adrian Newey. Então, mesmo que seja imperceptível aos olhos, não duvidem: existe algo de novo, há alguma sacada por baixo da pintura de sempre.
 
Eis o RB7...
 
(Jose Jordan/France Presse)
 
Vettel testa o RB7 (Jose Jordan/France Presse)
 
Nariz igual ao do ano passado. Tampa do motor tipo "bigorna". Uma favorito? Com Newey por trás, sem dúvida.
 
Em suma: na pista, que é o que importa, o carro não deve desanimar.

Escrito por Fábio Seixas às 13h19

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Mercedes de 2011

Maratona de lançamentos hoje, quatro equipes no intervalo de uma hora. E, como se não bastasse, carro na pista.
 
Eu seguiria a ordem cronológica, mas não resisti e vou começar com a Mercedes.
 
Que tem, ao meu ver, o carro mais bonito do ano. Não pelas cores, mas pelas linhas sinuosas.
 
Eis o W02, na apresentação e na pista...
 
(Javier Soriano/France Presse)
 
(Heino Kalis/Reuters)
 
O que este carro pode fazer? Concebido desde o início com a ajuda de Schumacher, muito mais do que o antecessor.
 
Brigar pelo título me surpreenderia. Lutar por uma vitória ou outra, beliscar uma pole de vez em quando, não.

Escrito por Fábio Seixas às 13h04

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bilheteria aberta

Começaram as vendas de ingressos para o GP Brasil. Como nos últimos anos, a bilheteria é virtual: o site da corrida.
 
Segue um trecho do comunicado da organização da prova:
 
"Os ingressos para o 40º GP Brasil de Fórmula 1, que acontece de 25 a 27 de novembro de 2011 no autódromo de Interlagos e será a última etapa do Mundial, já estão disponíveis no site oficial do evento: http://www.gpbrasil.com.br.
 
A aquisição do ingresso com antecedência permite o pagamento em até oito vezes no cartão (Visa ou MasterCard).

A corrida de 2011 é um marco na história do automobilismo esportivo no Brasil. A Fórmula 1 completará 40 anos no país e 30 provas só no autódromo de Interlagos onde, em 1972, os monopostos e pilotos da categoria alinharam pela primeira vez em um autódromo brasileiro.

Os ingressos para o GP Brasil 2011 serão válidos para os três dias do evento: sexta, sábado e domingo (treinos livres, classificação e corrida). O pagamento poderá ser parcelado em até oito vezes nos cartões Visa e MasterCard para compras efetuadas até o final de fevereiro. O número de parcelas cairá gradativamente ao longo dos meses."

No mapa abaixo, os setores em preto e vermelho são arquibancadas corporativas e VIPs.

Enfim, prestação de serviço feita. Funciona? Não funciona? Algum problema na compra? A caixa de comentários é de vocês.

Escrito por Fábio Seixas às 15h27

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Lotus Renault de 2011

A terceira e última apresentação do dia foi a da Lotus Renault. A antiga Renault. E que chamarei de "Lotus Renault" até que haja uma definição.
 
Até pelo que fez em 2010, é o time que mais deve mostrar serviço em 2011 entre os que apresentaram os carros hoje.
 
(Jose Jordan/France Presse)
 
(Alberto Saiz/AP)
 
Em relação às rivais, o R31 tem um bico mais convencional. O trunfo do projeto, dizem, estaria na geometria da suspensão traseira. Quanto às cores, o preto e o dourado sempre vão falar ao coração do torcedor. O problema é aquele vermelhão da petroleira Total ali nas asas.
 
Entre os pilotos reservas, uma novidade bem guardada: Bruno Senna. O quanto ele vai andar, ainda não se sabe. O acordo foi muito rápido, tudo foi fechado em uma semana, detalhes não foram combinados.
 
Minha impressão é que será uma função simbólica. E a segunda foto mostra isso. Além dele, a Lotus Renault tem outros quatro pilotos reservas: Grosjean, Charouz, Ho-Pin e Fauzy.
 
Simbólica, mas que lhe dará a credencial para transitar no paddock. E isso vale muito, de olho em 2012.

Escrito por Fábio Seixas às 12h17

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Sauber de 2011

Depois, foi a vez de a Sauber mostrar o seu C30...
 
(Lucas Santochi/Tazio)
 
(Lucas Santochi/Tazio)
 
(Lucas Santochi/Tazio)
 
Com Perez e Kobayashi como pilotos, o time apresentou discurso modesto. Disse apenas que o carro é uma evolução do modelo de 2010 e que se concentrou nos pontos fortes da última temporada. O bico, mais um neste formato, não deixa dúvidas: a Red Bull do ano passado foi a grande inspiração dos projetistas nos últimos meses.
 
Tudo bem. Com Koba como piloto, o carro é só detalhe...

Escrito por Fábio Seixas às 10h33

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Lotus de 2011

Segunda-feira de muito agito em Valência.
 
Eis o T128, o carro da Lotus para 2011.
 
 
 
 
Agora com motor Renault, a equipe espera "resultados intermediários" em 2011. Menos, menos... Acho que um pontinho ou outro é bem possível. Mas nada além disso.
 
O baiano Luiz Razia será piloto de testes da equipe e, por contrato, andará em pelo menos quatro sextas-feiras durante a temporada. Pode ser uma boa vitrine.

Escrito por Fábio Seixas às 10h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.