Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Decoreba

Prontos para a aulinha?
 
Vamos lá.
 
Prestem atenção à foto abaixo...
 
 
Agora, decorem:
 
Laranja = chuva
Azul = intermediário
Vermelho = supermacio
Amarelo = macio
Branco = médio
Prata = duro
 
Pois é, a Pirelli resolveu pintar cada tipo de composto com uma cor, para ajudar o público. Baita ideia, está de parabéns. Mas poderia ter escolhido outra cor em vez de prata, fácil de confundir com o branco.
 
Mas vamos parar de papinho. É hora de decorar. Vocês têm uma semana até a primeira prova.

Escrito por Fábio Seixas às 14h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sexta, coluna

O barato da análise de resultados é o macro.
É procurar regularidades. Uma equipe pode tirar gasolina ou esconder o jogo num dia, mas não faz teatro sempre. Pelo tempo escasso, é preciso trabalhar duro.
Em dez dos 17 dias, a Ferrari pôs um dos seus pilotos lá no top 3. Ninguém fez tanto. A Red Bull ficou bem na cola, com um dia a menos.
São mesmo as mais fortes. Mas qual está na frente? A resposta talvez esteja no ritmo com que os melhores tempos foram alcançados.
A Red Bull começou forte, depois sumiu e voltou com tudo no final. Provavelmente Newey, ciente do belo modelo que fez, aproveitou para testar rebimbocas e então voltou ao plano original.
A Ferrari viveu evolução gradual. Alonso, por exemplo, foi somente o quinto colocado em Valencia. Em Jerez, na bateria seguinte, ele e Massa se colocaram no top 3 todos os dias.

A coluna de hoje tenta avançar um pouco mais na análise da pré-temporada.

A íntegra está aqui, para assinantes da Folha e do UOL. Na Folha Digital, é só ir clicando até a pág. D9.

Escrito por Fábio Seixas às 12h45

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

90.000

Este humilde blog superou hoje a casa dos 90.000 comentários.

E, vejam que bacana, a marca veio com um internauta de Angola, o Giovani Caletti.
 
"Nenhum comentário para a Hispania?", pergunta o Giovani. Merecer, a Hispania não merece. Mas como o internauta manda aqui...
 
A Hispania, caro Giovani, vai continuar lá no fundão. E, tenho a impressão, perderá ainda mais terreno em relação às suas contemporâneas, Lotus e Marussia Virgin. Se chegar ao fim do ano, estará no lucro.
 
Obrigado ao Giovani e a tanta gente tão legal que sempre passa por aqui para debater, perguntar, ajudar, pitacar.
 
E vamos para os seis dígitos!

Escrito por Fábio Seixas às 10h05

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Passando a régua

O post abaixo e um tsunami explicam meu sumiço dos últimos dias.

 

Agora não tenho mais desculpas, mãos à obra.

 

Primeiro, para manter a série histórica, os tempos dos dois últimos testes da pré-temporada...

 

Sexta
1º. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), 1min21s249 (67)
2º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 0s365 (141)
3º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 0s539 (22)
4º. Nick Heidfeld (ALE/Lotus Renault), a 0s824 (67)
5º. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), a 0s984 (89)
6º. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), a 1s066 (98)
7º. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), a 1s426 (72)
8º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), a 1s684 (64)
9º. Heikki Kovalainen (FIN/Team Lotus-Renault), a 2s188 (138)
10º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes), a 2s404 (42)
11º. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes), a 2s672 (26)
12º. Pastor Maldonado (VEN-Williams-Cosworth), a 2s859 (11)
13º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), a 4s588 (57)
14º. Jérôme D'Ambrosio (BEL/Marussia Virgin-Cosworth), a 6s126 (46)

Sábado

1º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min43s814 (35)
2º. Pastor Maldonado (VEN-Williams-Cosworth), a 0s519 (23)
3º. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), a 0s746 (33)
4º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), sem tempo (5)
5º. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), sem tempo (5)

 

Agora, um pouco de estatística, algumas conclusões, alguns chutes...

 

Os pilotos que mais dias andaram foram Schumacher, Rosberg, Petrov, Maldonado, Di Resta e D'Ambrosio, nove dias cada.

 

O que mais acumulou quilometragem, porém, foi Massa: 3502 km. Alonso aparece logo depois, com 3483 km. Depois surgem Webber (3277 km), Schumacher (3200 km) e Barrichello (3102 km).

 

A equipe que mais rodou foi a Ferrari, 6985 km. Depois, Red Bull, 6129 km. Na sequência, Sauber (5914 km), Mercedes (5778 km) e Force India (5435 km). A McLaren ficou apenas em nono, com 4719 km.

 

Fica evidente o esforço da Ferrari em buscar a Red Bull. E fica claro o tratamento equilibrado da equipe a seus dois pilotos.

 

Também me parece que a Red Bull confia mais em Webber para acertar o carro _Vettel é só o oitavo em quilometragem.

 

Merece destaque ainda o empenho da Sauber. O velho Peter deve estar louco para recolocar sua equipe no posto que um dia já ocupou, na ponta do segundo bloco da classificação.

 

Outro diagnóstico vem da Williams. Maldonado é só o 19º em quilometragem. Desenvolvimento 150% nas mãos de Barrichello, como era de se esperar. A função do venezuelano na equipe é uma só: levar grana.

 

Meu raio-x para o começo do Mundial: Red Bull ainda na frente, mas seguida de perto pela Ferrari. A McLaren terá um início complicado. Mercedes e Toro Rosso vão andar bem, tentando beliscar de vez em quando um lugar no pódio. Sauber, Williams e Lotus Renault lutarão no segundo bloco. A Lotus de vez em quando vai surpreender _ou não, porque acabei de escrever isso aqui.

 

O resto é o resto. 

Escrito por Fábio Seixas às 17h57

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ipiranga-Ipanema

Sou paulista, paulistano e, por via das dúvidas, nasci na Maternidade São Paulo.
 
Amigos forasteiros dizem que tenho sotaque carregado. Acho que sim. Falo "pô", "meu", de vez em quando deixo escapar até um "mano". Conheço razoavelmente bem São Paulo, porque ninguém a conhece bem. E gosto disso.
 
A partir de hoje, porém, o forasteiro serei eu. Malas e caixas estão ali na porta. Assim que publicar este post, coloco tudo no carro e faço a mudança para o Rio de Janeiro.
 
Vou levado pela vida. Por coisas animadoras da vida. 
 
O Rio é uma cidade deliciosa. Diferente de São Paulo, sim. Muito. Mas cheia de encantos, desafios, gente interessante, lugares novos para descobrir, amigos novos para fazer.
 
Quero conhecer todas as praias, viajar para a Serra, degustar todos os petiscos de todos os botecos, batucar samba das antigas em mesas de metal, jogar bola com meus amigos da Tijuca, conhecer os estádios de São Cristovão, Laranjeiras e Moça Bonita, descobrir o melhor chope da cidade, correr na Lagoa, ver o pôr-do-sol no Arpoador.
 
Aos que ficam, cuidem bem do Ponto Chic, do Bar do Leo e do Bar do Magrão, do Kaskata's, do museu do Ipiranga, da avenida Paulista, do autódromo de Interlagos, da 23 de Maio, das barracas de pastéis e caldo de cana, dos cantinhos bacanas da Vila Madalena, das feirinhas do Masp e da Benedito, do cara do carro amarelo, da cracolândia, do Ibirapuera.
 
E de vez em quando eu volto.
 
Deixei um amor por aqui.

Escrito por Fábio Seixas às 09h05

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.