Fábio Seixas

Automobilismo e pitacos sobre tudo o mais

 

Vettel, no top 10 da história em poles

Parecia que pintaria uma surpresa no grid de Montréal.
 
Ficou nisso, na impressão...
 
Com uma voltaça, Vettel cravou sua sexta pole em sete GPs nesta temporada.
 
É a 21ª pole da carreira, o que o coloca em décimo na história e atrás apenas de Schumacher entre os pilotos em atividade.
 
Depois de uma sexta-feira sem muito brilho, o alemão acordou querendo mostrar serviço. Pela manhã, no terceiro treino livre, foi o mais rápido, com 1min13s381, 0s320 sobre Alonso.
 
Rosberg foi o terceiro, seguido por Massa, Button, Hamilton e Schumacher. Webber, com problemas no Kers, não treinou. De la Rosa, substituindo Pérez, achou o muro no finalzinho...
 
O treino classificatório começou com céu nublado e ameaça constante de chuva. E, nos dois primeiros blocos, resultados que levantaram a tal impressão de que uma zebra poderia surgir.
 
No Q1, a água não apareceu. Alonso foi o mais rápido, com 1min13s822. Vettel ficou a 0s189. Massa foi o terceiro. Hamilton o quarto.
 
Será?
 
Os cortados, Alguersuari, Trulli, Kovalainen, Liuzzi, Glock, Karthikeyan e D'Ambrosio. Vexame do espanhol da Toro Rosso, principalmente porque ele disputa com Buemi uma vaga no time de cima em 2012. Vexame do belga, que ficou além dos 107% e agora depende da boa vontade da FIA para largar.
 
No Q2, novamente olhos para o céu, mas pista seca.
 
Vettel, Webber, Massa e Alonso se sucederam no primeiro tempo, dando pinta da briga que viria logo mais. O brasileiro levou a melhor, com 1min13s431, numa volta no limite e redondinha.
 
Será?
 
Vettel ficou em segundo, a 0s055. Webber foi o terceiro, seguido por Alonso. Completando a turma da luta pela pole, Hamilton, Rosberg, Button, Schumacher, Petrov e Heidfeld.
 
Foram limados Di Resta, Maldonado, Kobayashi, Sutil, Buemi, Barrichello e De la Rosa.
 
Ficou feio para Barrichello, que agora amarga um 4 a 3 do companheiro de equipe em grids. Desde Barcelona, o novato Maldonado larga na frente do veterano.
 
"A classificação foi bem pior do que a gente esperava. A gente tinha um freio dianteiro que não estava esquentando e o carro estava puxando muito para o lado", disse o brasileiro à Globo.
 
No Q3, parou o nhenhenhém de olhar pros céus. Pelo menos por conta do receio de chuva. O radar indicou que não cairia água pelos 30 minutos seguintes.
 
Na primeira rodada de voltas, Hamilton foi bem, Massa, Alonso e Webber foram melhores, Vettel superou todo mundo: 1min13s014.
 
Hora de ir para os boxes, trocar pneus, partir para o tudo ou nada.
 
Vettel manteve o tempo e a pole. O único a melhorar significativamente foi Alonso, que cravou 1min13s199 e superou Massa. Webber sai em quarto, ao lado do brasileiro. Na terceira fila, Hamilton e Rosberg. Button sai em sétimo, seguido por Schumacher. A quinta fila é da Renault, com Heidfeld e Petrov.
 
Vettel é o favorito à vitória, mas a meteorologia continua prevendo chuva. Num circuito cheio de artimanhas, é algo que pode mandar os prognósticos para o espaço.
 
Se é que existe algo capaz de atrapalhar Vettel neste 2011...

Escrito por Fábio Seixas às 15h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Montréal, 1º e 2º treinos livres

Uma sexta-feira de muitas pancadas e resultados fora do normal em Montréal.
 
Pilotos no pit lane de Montréal, nesta sexta (Stan Honda/France Presse)
 
Repito um mantra do blog: não tem jeito, pista boa sempre produz corrida boa.
 
Na primeira sessão na ilha de Notre Dame, deu Rosberg, com 1min15s591, 0s548 sobre Alonso. Schumacher foi o terceiro, seguido por Massa. Depois, Hamilton, Button, Barrichello...
 
Vettel? Se estatelou no "muro dos campeões", aquele murinho malandro, no fechamento da volta, após a chicane. Webber também deu uma escapada, na curva 3, e Kobayashi escapou na chicane das curvas 8 e 9.
 
No segundo treino, Sutil, D'Ambrosio e Kobayashi acertaram o muro.
 
E a Ferrari novamente foi bem.
 
Alonso ficou em primeiro, com 1min15s107, 0s369 de vantagem para Vettel. Massa foi o terceiro, seguido por Hamilton, Button, Di Resta, Webber... Barrichello ficou em décimo.
 
A novidade foi a escalação de De la Rosa para o lugar de Pérez. Ainda reflexo do pancão em Mônaco, o mexicano não se sentiu bem após o primeiro treino livre e não participará na corrida.
 
Arrisco dizer que as cartas estão na mesa e o jogo está mais aberto do que nas últimas corridas.
 
Não dá para tirar o favoritismo da Red Bull, mas não será uma enorme surpresa se de repente pintar um Alonso ou um Rosberg ali na frente.
 
A ver.

Escrito por Fábio Seixas às 16h51

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sexta, coluna

O primeiro, resolver os "marbles", as pelotas de borracha que se soltam dos pneus, emporcalham a pista e atrapalham a pilotagem. Há pelotinhas e pelotonas. O problema é que os Pirelli atuais produzem o segundo tipo.
Depois, melhorar o casamento dos compostos com o asfalto. Os atuais pneus não emborracham as pistas. Do primeiro treino livre à última volta de um GP, não melhoram as condições de um circuito, uma pena...
Por fim, a Pirelli tenta ser mais versátil. Poucas equipes, pelas características de seus carros, obtêm o pico da eficiência da borracha. O resto se lasca. A Red Bull é a rainha do primeiro grupo. A Ferrari está no segundo.
A coluna de hoje relata um papo com Di Grassi nesta semana e os desafios que a Pirelli considera prioritários no no momento.

O texto está aqui, para assinantes da Folha e do UOL. No papel e na Folha Digital, a coluna está na pág. D12.

Escrito por Fábio Seixas às 09h23

Comentários () | Enviar por e-mail | Colunas na Folha | PermalinkPermalink #

O futuro de Lucas

Os últimos dias têm sido de muita correria.

E foi numa correria dessas que almoçamos, alguns jornalistas do Rio, ontem, com Lucas di Grassi.

Papo bom, com informações bacanas que estarão na coluna de amanhã na Folha.
 
Mas Lucas falou também sobre o futuro.
 
Ele vê três possibilidades para 2012: correr na F-1, testar (para alguma equipe ou continuando na Pirelli) ou tentar a sorte na Indy.
 
"Estive em Long Beach, conversando com gente da categoria", diz.
 
A cara da Indy para o ano que vem, com pacote aerodinâmico completamente novo, o atrai.

A ver.

Escrito por Fábio Seixas às 15h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bom senso

O bom senso deve vencer.
 
Duas vezes.
 
Primeiro, em relação ao calendário de 2011. Tudo começou quando Mosley levantou uma lebre que as equipes não tinham percebido ainda: qualquer mudança no calendário, depois que o Mundial tiver começado, precisa de aprovação unânime dos times.
 
Ou seja, a decisão do Conselho Mundial, semana passada, de devolver o Bahrein à temporada e prolongar o campeonato até 11 de dezembro, não vale nada.
 
Em Montréal, Ecclestone já admite que a etapa barenita pode não acontecer. Ficaria tudo como antes, pois, com Índia em 30 de outubro e Interlagos fechando o ano.
 
Segundo, em relação ao calendário de 2012. Todt disse que "não há a menor chance" de uma temporada com 21 etapas, como também foi decidido pelo Conselho Mundial.
 
"Há 21 datas reservadas, mas o campeonato terá 20 corridas", bradou o francês ao "Diario Sport". De fato, a Turquia está acompanhada por um asterisco, já que ainda negocia com Ecclestone.
 
A lamentar, apenas que o melhor dos Tilkódromos é justamente aquele que está ameaçado...

Escrito por Fábio Seixas às 12h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Programe-se

Uma das etapas mais bacanas da F-1 acontece neste final de semana.
 
Montréal é sensacional pelo clima da cidade, pela paixão dos canadenses e turistas pela F-1, pela ilha de Notre Dame, pelo desenho do circuito _um alívio perto da pasmaceira das pistas atuais.
 
Lá vai a programação, no horário de Brasília:
 
Sexta
11h-12h30: 1° treino livre
15h-16h30: 2° treino livre

Sábado
11h-12h: 3° treino livre
14h-15h: classificação

Domingo
14h: largada, 70 voltas

Escrito por Fábio Seixas às 11h12

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pit Stop #185

Há 22 anos, morria Chico Landi.

E é para ele a homenagem do quadro "Naftalina" desta semana.
 
O Pit Stop fala ainda sobre o GP do Canadá, sobre os calendários de 2011 e 2012, sobre o favoritismo de Vettel e da Red Bull. No quadro "Mundo Pequeno", o Brabham BT55.
 
Lá vai...

Escrito por Fábio Seixas às 11h52

Comentários () | Enviar por e-mail | Pit Stop em vídeo | PermalinkPermalink #

A foto

A escolha da foto do fim-de-semana é mais pelo simbolismo do que pela beleza ou o inusitado da imagem.

Stoner e Lorenzo. Mas poderia ser Lorenzo e Stoner. Tudo indica que será este o duelo pelo título da MotoGP. E um belíssimo duelo, entre dois campeões, dois excelentes pilotos.
 
Stoner e Lorenzo em Barcelona (Andreu Dalmau/Efe)
 
O clique é de Andreu Dalmau, da agência Efe.

Escrito por Fábio Seixas às 09h44

Comentários () | Enviar por e-mail | A foto | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nina Horta Fábio Seixas, 37, é jornalista com mestrado em Administração Esportiva pela London Metropolitan University, da Inglaterra, e Coordenador de Produção da Sucursal da Folha no Rio. É colunista de automobilismo da Folha e do UOL.


RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçãoo do conteúdo desta Página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.